Eleições 2022 PP e União Brasil discutem fusão após primeiro turno das eleições

PP e União Brasil discutem fusão após primeiro turno das eleições

Partidos têm, juntos, 109 deputados e 16 senadores; objetivo é que a nova sigla se torne a maior do Congresso Nacional

  • Eleições 2022 | Plínio Aguiar, do R7, em Brasília

PP e União Brasil discutem fusão; objetivo é se tornar maior sigla no Congresso

PP e União Brasil discutem fusão; objetivo é se tornar maior sigla no Congresso

Rodolfo Stuckert/Conselho Nacional de Justiça

O Progressistas (PP) e o União Brasil devem se fundir após o primeiro turno das eleições, que ocorre neste domingo (2). A informação foi confirmada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), neste sábado (1º). O tema vem sendo discutido entre ele e o vice-presidente do União Brasil, Antonio Rueda.

VEJA A COBERTURA COMPLETA DAS ELEIÇÕES 2022 NA PÁGINA ESPECIAL DO R7

A ideia é que a nova sigla se torne a maior do Congresso Nacional. Na Câmara dos Deputados, por exemplo, o PP tem 58 representantes e o União, 51. No Senado Federal, por sua vez, o Progressistas e o União têm oito representantes cada.

Outro interesse por trás da fusão entre os dois partidos é o fundo partidário. Neste ano, o valor foi de R$ 4,9 bilhões. A legenda com a maior fatia é o União Brasil, que recebeu mais de R$ 782 milhões. O PP, por sua vez, tem direito a R$ 344 milhões. Juntos, os partidos ultrapassariam R$ 1 bilhão desses recursos públicos.

O União Brasil foi criado em 8 de fevereiro deste ano, resultado da fusão entre DEM e PSL. Após o TSE autorizar a aliança dos dois partidos, o União Brasil passou a ter amplo acesso a recursos eleitorais e tempo de rádio e televisão nas eleições deste ano. 

Últimas