Eleições 2022 'Serei a maior oposição', diz deputada federal Carla Zambelli sobre vitória de Lula

'Serei a maior oposição', diz deputada federal Carla Zambelli sobre vitória de Lula

Parlamentar reconhece derrota de Bolsonaro e avisa: 'O sonho de liberdade de mais de 51 milhões de brasileiros continua vivo'

Carla Zambelli (PL-SP) reconhece derrota de Bolsonaro e diz que será 'maior oposição' a Lula

Carla Zambelli (PL-SP) reconhece derrota de Bolsonaro e diz que será 'maior oposição' a Lula

Billy Boss/Câmara dos Deputados - 11.05.2022

A deputada federal de São Paulo, Carla Zambelli (PL-SP) reconheceu, na noite deste domingo (30), a derrota do presidente Jair Bolsonaro (PL) nas redes sociais. "Lhes prometo, serei a maior oposição que Lula jamais imaginou ter", disse ela sobre a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). 

Lula foi eleito em segundo turno para o Palácio do Planalto neste domingo (30). O resultado foi confirmado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) por volta das 19h50. O petista derrotou o atual chefe do Executivo, Jair Bolsonaro (PL) e vai ocupar a Presidência pela terceira vez. Ele teve dois mandatos como presidente, entre 2003 e 2010. O vice-presidente eleito é Geraldo Alckmin (PSDB).

Jair Bolsonaro teve 58.205.814 votos, o que equivale a 49,10% do total. Ao reconhecer a derrota de Bolsonaro, Zambelli disse que "o sonho de liberdade de mais de 51 milhões de brasileiros continua vivo. Ainda que eu ande pelo vale das sombras, não temerei, porque Tu Senhor Deus estás comigo."

Filmada com arma de fogo

No sábado (29), Zambelli foi filmada apontando uma arma de fogo para um homem em um bar em São Paulo. Segundo a parlamentar, ela sacou a arma depois de ter sido agredida e xingada. De acordo com ela, o homem seria militante do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Um vídeo gravado de outro ângulo, no entanto, mostra a parlamentar caindo após tropeçar.

"Me empurraram, até me machucaram aqui, me empurraram no chão. Ele me cuspiu várias vezes. Quando ele me empurrou, eu caí, eu saí correndo atrás dele, falei que ia chamar a polícia, que ele tinha que ficar aqui para esperar a polícia chegar. E aí ele se evadiu, eu saquei a arma e saí correndo atrás dele, pedindo para ele parar", explicou Zambelli.

"Ele ficou com medo, parou dentro de um bar, pedi para ele esperar porque eu ia chamar a polícia e dar flagrante. Ele começou a pedir desculpa. Acabamos de filmar o pedido de desculpas, eu falei: tá bom, você pediu desculpas, pode ir. Ele começou a fazer de novo", acrescentou a deputada.

No entanto, um vídeo gravado de outro ângulo mostra que Zambelli não foi derrubada pelo homem envolvido na confusão. A deputada, na verdade, tropeçou em outra pessoa e caiu no chão. Nesse vídeo, Zambelli corre atrás do homem junto com outras pessoas. Em determinado momento, é possível ouvir o barulho de um tiro.

Últimas