Eleições 2022 TRE-DF envia ao exterior novas urnas eletrônicas para votação no segundo turno

TRE-DF envia ao exterior novas urnas eletrônicas para votação no segundo turno

Após preparação das urnas que serão usadas em outros países, aérea contratada para o transporte inicia logística de envio

  • Eleições 2022 | Carlos Eduardo Bafutto, do R7, em Brasília

Urnas eletrônicas

Urnas eletrônicas

Divulgação/TRE-DF

O Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF), Corte responsável por coordenar a votação de eleitores brasileiros que estão no exterior, concluiu, na quarta-feira (12), a preparação das novas urnas eletrônicas para uso no exterior. Os equipamentos substituirão os que apresentaram algum defeito no primeiro turno, em 2 de outubro.  

Na quinta-feira (13), a empresa aérea contratada pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE) iniciou a logística para o envio de 220 urnas a outros países. Ao todo, 95 urnas serão distribuídas nas seções eleitorais e 125 urnas de reserva para o caso de os equipamentos principais apresentarem defeito.

O pleito deste ano é o primeiro em que são enviados equipamentos para uso em caso de problemas com a urna original, para evitar a substituição por urnas de lona com votação em cédulas de papel, o que atrasa a rotina de votação e de apuração.

Votação no exterior

Foram enviadas, para o primeiro turno, 989 urnas eletrônicas a 77 países, e outras 29 urnas de lona para 29 países que têm menos eleitores. Todas as urnas eletrônicas remetidas para o primeiro turno já estão preparadas para as votações nos dois turnos. Os eleitores brasileiros no exterior votam somente para presidente da República.

Brasileiros que estão fora do país e que têm entre 18 e 69 anos são obrigados a votar nas eleições deste ano. O pleito no exterior ocorre em 100 países, nos quais 697.084 pessoas poderão votar para escolher o próximo presidente da República. Quem está fora do país vota em embaixadas e consulados, ou em instalações alugadas pelo MRE para receber as seções eleitorais.

O quantitativo é superior ao eleitorado de três estados: Acre (588.433), Amapá (505.106) e Roraima (366.240). De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, 4,4 milhões de cidadãos nascidos no Brasil moram fora do país. 

Os Estados Unidos são a nação com mais brasileiros aptos a votar. Já a cidade com mais eleitores brasileiros fora do Brasil é Lisboa, capital de Portugal, onde 45,2 mil poderão votar nas eleições. Nos Estados Unidos, destacam-se Miami, com 40 mil eleitores, e Boston, com 37 mil. Em Nagoya, no Japão, são 35 mil eleitores aptos para o pleito deste ano.

Justificativa de ausência

Para os brasileiros residentes no exterior que têm inscrições para votação no Brasil, a justificativa de ausência às urnas pode ser feita por meio do aplicativo e-Título ou nas mesas receptoras de votos, que também estão aptas a receber as defesas.

Após o pleito, a justificativa poderá ser feita em até 60 dias para quem estava fora do domicílio eleitoral durante as eleições. O prazo é individual, contado após cada turno. As pessoas inscritas para votar no exterior ou aquelas em fase de alistamento ou regularização, que desejarem informações individualizadas, podem encaminhar mensagem para o email: eleitor.exterior@tre-df.jus.br.

Últimas