Internacional Ataques no Sri Lanka foram 'atos de terror', afirma embaixadora

Ataques no Sri Lanka foram 'atos de terror', afirma embaixadora

Segundo a Alta Comissária do Sri Lanka no Reino Unido, as explosões em igrejas e hotéis neste domingo foram cometidas por homens-bomba

Ataques no Sri Lanka foram atos de terror, afirma embaixadora

Policiais fazem busca em casa na cidade de Colombo, capital do Sri Lanka

Policiais fazem busca em casa na cidade de Colombo, capital do Sri Lanka

Stringer via Reuters / 21.4.2019

As explosões que mataram mais de 200 pessoas no Sri Lanka na manhã deste domingo (21) foram cometidas por homens-bomba e foram "atos de terror". As informações foram passadas à CNN pela Alta Comissária do Sri Lanka no Reino Unido, Manisha Gunasekera.

Ela confirmou que sete pessoas foram presas por suspeita de envolvimento no ataque, mas não confirmou as nacionalidades deles. 

"Temos informações de que essas foram explosões suicidas e certamente foram atos de terror", disse Gunasekera. "É um dia de grande tragédia para o Sri Lanla. A dimensão desse ataque não tem precedentes".

Ela disse que o governo ainda não sabe qual grupo teria sido responsável pelas explosões, mas que "este é um ataque contra todo o Sri Lanka, porque somos um país multiétnico, multirreligioso e multicultural e todos sempre nos unimos em celebração no domingo de Páscoa."

Explosão mata policiais

O porta-voz da polícia de Colombo (capital do Sri Lanka), Ruwan Gunasekara, disse que três policiais morreram em uma explosão enquanto procuravam possíveis suspeitos em uma casa no bairro Damatagoda. Um quarto oficial foi levado ao hospital, com ferimentos.