Internacional Audiência sobre compensação por navio no Canal de Suez é adiada

Audiência sobre compensação por navio no Canal de Suez é adiada

Donos da embarcação que bloqueou a passagem por seis dias podem ter que desembolsar 916 milhões de dólares

Um tribunal no Egito adiou neste sábado (29) uma audiência em um caso no qual a autoridade do Canal de Suez pede compensação aos donos do navio porta-contêineres que bloqueou o canal por seis dias em março, dando aos dois lados mais tempo para negociar, segundo fontes do judiciário.  

O Ever Given, um dos maiores navios porta-contêineres do mundo, encalhou no canal devido a fortes ventos em 23 de março, interrompendo o tráfego nas duas direções e perturbando o comércio global.

Entenda o caos causado pelo navio encalhado no Canal de Suez

A Autoridade do Canal de Suez (SCA, sigla em inglês) exigiu inicialmente 916 milhões de dólares em compensação à dona japonesa do Ever Given, Shoei Kisen, pelos danos causados pelo bloqueio.

Mas, no começo desta semana, a Autoridade afirmou que estava disposta a aceitar 550 milhões de dólares, incluindo um depósito de 200 milhões de dólares pagos para assegurar a liberação do navio e o resto pago por meio de cartas de crédito.

O presidente da Autoridade, Osama Rabie, disse que a Shoei Kisen ofereceu pagar 150 milhões de dólares.

Um advogando representando a dona do navio afirmou que os dois lados pediram que a audiência deste sábado fosse adiada para permitir mais negociações.

"Os dois lados pediram o adiamento, e ainda não determinamos o valor da compensação, e isso será feito após várias sessões de negociação com o Canal de Suez", afirmou o advogado, pedindo para não ser identificado.

O tribunal remarcou a audiência para 20 de junho, afirmou a Autoridade, em sua página no Facebook.

Liberou! Veja memes sobre navio desencalhado no Canal de Suez

Últimas