Internacional Chefe de gabinete do Peru provoca repúdio ao citar modelo de Hitler

Chefe de gabinete do Peru provoca repúdio ao citar modelo de Hitler

Aníbal Torres elogiou o programa de construção de estradas elaborado pelo ditador alemão na década de 1930

AFP
Aníbal Torres já citou Adolf Hitler em outras falas

Aníbal Torres já citou Adolf Hitler em outras falas

Reprodução Twitter/Ministério da Justiça e Direitos Humanos do Peru

O chefe do gabinete ministerial do Peru, Aníbal Torres, gerou uma onda de repúdio, nesta quinta-feira (7), ao mencionar como modelo a ser seguido o programa de construção de autoestradas de Adolf Hitler na Alemanha nazista.

"Dou-lhes um exemplo: a Itália e a Alemanha eram como nós. Contudo, em uma oportunidade, Adolf Hitler visita o norte da Itália e [Benito] Mussolini lhe mostra uma autoestrada construída de Milão a Bréscia", disse Torres, braço direito do presidente Pedro Castillo.

"Hitler viu aquilo, voltou a seu país e o encheu de autoestradas e aeroportos; e transformou a Alemanha na maior potência econômica do mundo", acrescentou Torres, durante uma sessão pública do gabinete nesta quinta na cidade andina de Huancayo, que depois contou com a presença de Castillo.

De imediato, suas palavras geraram a reprovação de políticos opositores e governistas, e da embaixada da Alemanha em Lima.

"Hitler foi um ditador fascista e genocida, em cujo nome foi travada, a partir da Alemanha, a pior guerra de todos os tempos e se cometeu o genocídio de 6 milhões de judeus. Diante desse cenário, Hitler não é referência como exemplo em nada", disse a missão diplomática alemã em sua página no Facebook.

Hitler iniciou a construção de autoestradas em 1933. Apesar de não ter se tratado de uma ideia original, já que na própria Alemanha outras rodovias foram construídas antes, os nazistas deram destaque a elas em sua propaganda como um símbolo da grandeza do 3º Reich.

Quase 4.000 km de autoestradas foram construídas até que as obras fossem paralisadas, em 1941, por causa da 2ª Guerra Mundial.

Essa não é a primeira vez que Torres, um advogado de 79 anos, menciona Hitler. Em março, ele comparou o ex-presidente Alberto Fujimori, que está preso, com o líder nazista, ao afirmar que "ninguém é julgado por suas obras boas, mas pelas ruins".

Últimas