Deslizamento de terra mata mais de 100 em mina de jade em Mianmar

Mineiros foram soterrados por onda de lama provocada após chuvas fortes na cidade de Hpakant; número de vítimas pode ser bem maior

Equipes de resgate retiram corpo de vítima soterrada em mina de jade em Mianmar

Equipes de resgate retiram corpo de vítima soterrada em mina de jade em Mianmar

Departamento de Bombeiros de Mianmar via Reuters - 2.7.2020

Um deslizamento de terra provocou a morte de mais de cem pessoas em uma mina de jade na cidade Hpakant, no norte de Mianmar. De acordo com o Corpo de Bombeiros do país, o rio de lama foi provocado por fortes chuvas que caíram na região nesta quinta-feira (2).

Até o fim da tarde, as equipes de resgate haviam localizado 113 corpos da mina da soterrada. Estima-se que o número de vítimas fatais seja ainda maior, segundo registra a agência de notícias Al Jazeera.

O evento ocorreu quando os mineiros extraíam jade das encostas escavadas em uma mina em Hpakant, uma cidade remota no estado de Kachin, informou o Corpo de Bombeiros de Mianmar em sua página no Facebook.

Acidentes nesses locais são comuns no país. Em abril do ano passado, pelo menos 54 pessoas morreram devido a um deslizamento de terra em outra mina de Hpakant.

A ONG Global Witness denunciou em 2015 a situação precária em que os caçadores de jade trabalham em alguns depósitos que, entre outros grupos, exploram organizações guerrilheiras, senhores da guerra, traficantes de drogas e militares.

Mianmar é o maior produtor mundial de jadeíte, uma variedade premiada de jade que é extraída principalmente nas montanhas Kachin.