Internacional Enchentes na Alemanha e na Bélgica deixam 170 mortos

Enchentes na Alemanha e na Bélgica deixam 170 mortos

Equipes de resgate vasculharam partes de Alemanha e Bélgica que foram devastadas por enchentes na busca de sobreviventes

Reuters
Pelo menos 143 pessoas morreram na enchente no oeste da Alemanha

Pelo menos 143 pessoas morreram na enchente no oeste da Alemanha

Wolfgang Rattay/Reuters

Equipes de resgate vasculharam partes de Alemanha e Bélgica que foram devastadas por enchentes neste sábado (17) em busca de sobreviventes, após o rompimento de rios e enchentes esta semana destruírem casas e causarem a morte de 170 pessoas.

Pelo menos 143 pessoas morreram na enchente no oeste da Alemanha, o pior desastre natural do país em mais de meio século. Isso inclui 98 no distrito Ahrweiler, ao sul de Colônia, segundo a polícia. Centenas de pessoas ainda estão desaparecidas.

Aproximadamente 700 moradores foram retirados de suas casas no fim da sexta-feira, após o rompimento de uma barragem na cidade de Wassenberg, perto de Colônia, disseram as autoridades.

“Os níveis de água foram se estabilizando desde a última noite, é possível dizer que a situação é estável”, afirmou o prefeito de Wassenberg, Marcel Maurer. “É muito cedo para dizer que estamos livres, mas estamos cautelosamente otimistas.”

Na Bélgica, a contagem de mortes subiu para 27, segundo o centro nacional de crise, que está coordenando a operação de resgate.

“Infelizmente, temos que presumir que esse número continuará crescendo nas próximas horas e dias”, afirmou o centro em um comunicado.

Últimas