Internacional Famílias de mineiros presos em caverna na Índia perdem esperança

Famílias de mineiros presos em caverna na Índia perdem esperança

Parentes não acreditam mais que as autoridades possam resgatar os 15 trabalhadores que estão presos em mina desde 13 de dezembro com vida

Operações de resgate ainda não conseguiram chegar aos mineiros na Índia

Operações de resgate ainda não conseguiram chegar aos mineiros na Índia

Anuwar Hazarika / Reuters / 31.12.2018

Familiares de alguns dos 15 mineiros presos há 18 dias em uma mina ilegal de carvão no nordeste da Índia já não têm mais esperança de que eles sejam resgatados com vida, depois de várias tentativas mal-sucedidas de salvamento.

Segundo a agência Reuters, parentes disseram nesta segunda-feira (31) não acreditam mais na possibilidade de que eles saiam vivo de dentro do chamado "buraco de rato", onde estão desde o último dia 13.

"Só queremos o corpo dele de volta, para poder fazer um enterro decente", disse o tio de Omar Ali, 26, um dos mineiros que trabalhava na mina em Ksan, no estado de Meghalya.

Poucas chances de sobrevivência

Um sobrevivente do desastre, Sayeb Ali, 24, também afirmou à agência que as chances de sobrevivência dos companheiros são muito pequenas. Ele conseguiu sair da mina porque estava próximo da superfície.

"As pessoas que estavam extraindo o carvão estavam bem fundo. Quem puxava os carrinhos, como eu e outros quatro, estava menos de três metros dentro do buraco", explicou Sayeb, que não é parente de Omar Ali.

Mergulhadores da Marinha conseguiram recuperar apenas três capacetes e duas picaretas dentro dos túneis. Os 15 membros da equipe de resgate enviada pelo governo reclamaram das más condições de visibilidade.

"O problema é que a água que invadiu a mina veio de um rio próximo e estava muito turva", explicou Santosh Kumar Singh, da Força Nacional de Resposta a Desastres.

Últimas