Internacional França financia projeto para proteger a Amazônia

França financia projeto para proteger a Amazônia

Projeto TerrIndígena visa acompanhar processos organizacionais de 18 comunidades indígenas na Colômbia, Brasil e Equador

França lança projeto para acompanhar processos em comunidades indígenas na Amazônia

França lança projeto para acompanhar processos em comunidades indígenas na Amazônia

Mario Oliveira/MTUR

A AFD (Agência Francesa de Desenvolvimento) e o FFEM (Fundo Francês para o Meio Ambiente Mundial) apresentaram o projeto TerrIndígena, que visa acompanhar os processos organizacionais de 18 comunidades indígenas na Amazônia da Colômbia, Brasil e Equador.

O projeto destinará 5,72 milhões de euros (cerca de R$ 32 milhões) para fortalecer a proteção de mais de 17 milhões de hectares na região amazônica do norte do Brasil, Colômbia e Equador, informou neste sábado a Embaixada da França no Equador.

Além disso, observou que esta é uma das áreas amazônicas mais bem preservadas que, no entanto, enfrenta crescentes ameaças ambientais - desmatamento, contaminação da água e do solo - que colocam as comunidades indígenas em um alto grau de vulnerabilidade.

A iniciativa será desenvolvida em conjunto com a Fundação Gaia Amazonas (Colômbia), a Fundação EcoCiencia (Equador) e o Iepé - Instituto de Pesquisa e Formação Indígena (Brasil).

Também com organizações da sociedade civil ou ONGs, que possuem ampla experiência de trabalho em conjunto com governos indígenas que protegem uma das mais importantes florestas tropicais do planeta.

O TerrIndigena está estruturado em torno de quatro componentes: fortalecimento das ferramentas de governança para garantir uma melhor representação dos direitos indígenas; e a proteção dos territórios e monitoramento comunitário de pressões e ameaças endógenas e exógenas.

Da mesma forma, o estabelecimento de atividades geradoras de renda em linha com os valores e culturas tradicionais, respeitando os ecossistemas; e a troca de conhecimentos e experiências a nível regional e coordenação de atores.

A região amazônica está ameaçada pelo desmatamento, pela degradação de seus ecossistemas e pela exploração excessiva de seus recursos.

A embaixada destacou que entre as principais ferramentas para protegê-la e conter o desmatamento estão a criação de áreas protegidas e o reconhecimento dos territórios indígenas, que atualmente representam 47,2% da Amazônia (Rede Amazônica de Informação Socioambiental Georreferenciada - RAISG), indicou. EFE

Últimas