Internacional Haiti: outros dois colombianos são presos suspeitos de matar Moise

Haiti: outros dois colombianos são presos suspeitos de matar Moise

Autoridades locais prenderam, até agora, 21 pessoas que podem ter participado do ataque à residência oficial do presidente

  • Internacional | Do R7

Polícia do Haiti acredita que grupo que assassinou o presidente tinha cerca de 30 pessoas

Polícia do Haiti acredita que grupo que assassinou o presidente tinha cerca de 30 pessoas

Jean Marc Hervé Abélard/EFE


A Polícia do Haiti anunciou nesta sexta-feira (9) a prisão de outros dois colombianos pelo suposto envolvimento no assassinato do presidente Jovenel Moise.

As autoridades haitianas ainda procuram seis supostos integrantes do comando, formados por 28 pessoas, e cujo paradeiro é desconhecido, informou a polícia em comunicado.

Ex-militar colombiano é suspeito de assassinato do presidente do Haiti

Até o momento, as autoridades do país tinham prendido 17 colombianos e dois norte-americanos de origem haitiana, enquanto três colombianos foram mortos em confronto com as forças de segurança haitianas.

"A colaboração da população é de suma importância na localização desses bandidos, para que a Polícia Nacional possa tê-los sob seu controle e encaminhá-los a um tribunal competente para responder por seus atos", afirma a nota oficial.

Nesta quinta-feira (8), dezenas de pessoas em Porto Príncipe capturaram dois dos supostos mercenários colombianos e os entregaram às forças de segurança na delegacia de Pétion-Ville, na capital haitiana.

Últimas