Internacional Homem é preso no Afeganistão sob acusação de vender 130 mulheres

Homem é preso no Afeganistão sob acusação de vender 130 mulheres

Em meio ao aumento da pobreza no país, vítimas eram atraídas pela promessa de encontrar um marido capaz de sustentá-las

AFP
Mulheres e crianças afegãs caminham em uma rua na cidade de Ghazni

Mulheres e crianças afegãs caminham em uma rua na cidade de Ghazni

Hector Retamal/AFP - 13.11.2021

O Talibã prendeu um homem sob a acusação de ter vendido mais de 100 mulheres como servas no norte do Afeganistão depois de levá-las a acreditar que se casariam com homens ricos, disseram fontes policiais. 

O homem foi preso na segunda-feira à noite na província de Jawzjan, no norte do país, disse o chefe da polícia provincial, Damullah Seraj. "Estamos no começo da investigação. Esperamos descobrir mais", declarou .

Mohammad Sardar Mubariz, um policial local, informou à AFP que o homem tinha como alvo mulheres pobres desesperadas para melhorar de vida.

Ele prometia encontrar para elas um marido capaz de sustentá-las e depois as enviava para outra província onde eram vendidas como escravas. O indivíduo é acusado de ter traficado dessa forma cerca de 130 mulheres.

O aumento da pobreza é um grande desafio para o governo do Talibã, no poder desde agosto. O novo regime tenta conter a criminalidade, com uma série de roubos e sequestros registrados recentemente nas grandes cidades.

Últimas