Internacional Hospitais de Beirute ficam lotados de feridos após megaexplosão

Hospitais de Beirute ficam lotados de feridos após megaexplosão

Ministro da Saúde estima em 3.700 o número de pessoas que ficaram feridas após explosão que matou ao menos 73 pessoas nesta terça

  • Internacional | Do R7, com Reuters

Explosão atingiu região portuária da capital libanesa

Explosão atingiu região portuária da capital libanesa

Mohamed Azakir/Reuters - 04.08.2020

Dezenas de feridos esperavam para receber tratamento médico em um hospital em Beirute na terça-feira (4), depois que uma explosão atingiu o porto da capital libanesa, matando pelo menos 73 pessoas.

"Estávamos em casa, ouvimos o que pareciam fogos de artifício, pensamos que era um contêiner no porto que estava pegando fogo e eles não conseguiram apagá-lo, alguns segundos depois estávamos voando pelo ar", disse Joel Shamoun, enquanto aguardava atendimento médico.

O ministro da Saúde estima em 3.700 o número de pessoas que ficaram feridas após a explosão mais poderosa que atingiu a cidade em anos sacudir o chão, quebrar janelas e causar o colapso de varandas de apartamentos.

Uma fonte de segurança disse que as vítimas foram levadas para atendimento fora da cidade porque os hospitais de Beirute já estão lotados de feridos.

A megaexplosão foi causada por “materiais altamente explosivos” confiscados pelas autoridades, disse o major-general Abbas Ibrahim, da Direção Geral de Segurança do Líbano.

A emissora com sede no Líbano Mayadeen citou o diretor de alfândega do país dizendo que toneladas de nitrato explodiram.

Um ferido à espera de tratamento disse à Reuters que houve duas explosões. "Ouvimos a primeira explosão, fomos ver o que aconteceu, não tive tempo, não percebi que haveria uma segunda explosão, e o vidro explodiu na minha frente", disse Saraarawi Fareed.

O impacto foi tão grande que residentes de Chipre, uma ilha mediterrânea situada a 180 quilômetros a noroeste de Beirute, ouviram o barulho.

Últimas