Internacional Incêndios florestais na Rússia afetam 2,3 milhões de hectares

Incêndios florestais na Rússia afetam 2,3 milhões de hectares

Agência Florestal russa diz que número de focos de incêndio é maior que no último ano, mas área afetada ainda é menor do que a do último verão

Imagens aéreas mostram a extensão dos focos de incêndio na Sibéria

Imagens aéreas mostram a extensão dos focos de incêndio na Sibéria

Reprodução / Reuters TV - 26.7.2019

Os incêndios florestais na Rússia afetam 2,3 milhões de hectares, segundo indicou nesta segunda-feira (29) a Agência Federal de Florestas, que precisou, no entanto, que não trata-se de uma situação de crise, porque a superfície queimada é duas vezes menor do que em 2018.

"Temos mais incêndios do que em 2018, mas quanto à superfície (afetada) esta é quase duas vezes inferiores do que no ano passado. Não há crise no que se refere aos incêndios na Rússia", afirmou o diretor interino da agência, Mikhail Klinov, segundo registra a agência TASS.

"O mesmo vale para o distrito federal da Sibéria e a região de Krasnoyarsk", disse, ao acrescentar que a superfície total arrasada pelos incêndios florestais na Rússia era de 2,3 milhões de hectares.

Focos de incêndio ainda estão ativos

Na região siberiana de Irkutsk, os incêndios afetam atualmente 579 mil hectares, de acordo com o Governo regional, que acrescentou que 15 focos que se estendiam por 8.254 hectares puderam ser contidos nesta segunda-feira, enquanto outros 34 ainda estão ativos e cobrem 48.049 hectares.

Outros 85 incêndios florestais que cobrem 431.300 hectares foram registrados em áreas difíceis acesso, onde as atividades de extinção são consideradas "não razoáveis".

Três focos que afetam 4.916 hectares foram extintos na região nas últimas 24 horas.

Últimas