Reino Unido

Internacional Menina chama Boris Johnson de 'malcriado' por festa no lockdown

Menina chama Boris Johnson de 'malcriado' por festa no lockdown

Layla Somani, de 5 ano, se revoltou ao contar para os avós que o primeiro-ministro desrespeitou a orientação de ficar em casa

  • Internacional | Letícia Sepúlveda, do R7

Layla Somani, de 5 anos, chama Boris Johnson de "malcriado" por quebrar isolamento

Layla Somani, de 5 anos, chama Boris Johnson de "malcriado" por quebrar isolamento

Reprodução/Facebook @Nitesh Somani DYLAN MARTINEZ/REUTERS - 16.12.2021

Layla Somani, de 5 anos, moradora de Leicester, chamou o primeiro-ministro britânico Boris Johnson de “malcriado”, ao explicar em um vídeo que ele foi a uma festa, durante o período em que o país estava em isolamento por conta da pandemia da Covid-19.

Devina Somani, pai de Layla, publicou o vídeo nas redes sociais. "Minha filha de 5 anos fez um discurso aos avós sobre como Boris Johnson é 'malcriado'". 

"Ele disse a todos para ficarem em casa, mas no isolamento ele foi a uma festa. Ele tem sido ‘malcriado’, então teve que ir para o 'cantinho do castigo' para dizer a todos que sente muito por ter ido a uma festa durante o isolamento”, explicou a menina.

Segundo ela, ele foi um primeiro-ministro ruim, não pode mais exercer o cargo e morar na residência oficial do governo. Entretanto, Layla concluiu que "ele pode ​​voltar para sua casa e ser primeiro-ministro novamente, mas só se tiver sorte".

Boris Johnson enfrenta uma grave crise relacionada aos eventos chamados de “partygate”, uma série de festas que ocorreram em Downing Street, sua residência oficial, durante o lockdown.

No Parlamento, ele pediu desculpas à população por um evento que ocorreu em maio de 2020. Ele alegou acreditar que estava em uma reunião de trabalho durante a ocasião. 

Entre os encontros em Downing Street, ainda houve uma festa na véspera do funeral do príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth 2ª. Johnson pediu desculpas à monarca pelo ocorrido.

Na última segunda-feira (17), o ex-assessor sênior do premiê disse que ele sabia que uma festa estava sendo planejada para ocorrer em Downing Street durante o lockdown, e o acusou de mentir ao Parlamento. O primeiro-ministro nega a acusação. 

A alta funcionária pública Sue Gray está responsável por investigar a série de denúncias sobre as festas. O relatório final da investigação deve sair ainda nesta semana.

Últimas