Internacional ONU confirma morte de 1.842 civis na guerra na Ucrânia

ONU confirma morte de 1.842 civis na guerra na Ucrânia

Segundo as Nações Unidas, 2.493 pessoas que residem em território ucraniano ficaram feridas desde o início da invasão russa

AFP
Menino ucraniano sentado dentro de veículo militar russo na região separatista de Donetsk

Menino ucraniano sentado dentro de veículo militar russo na região separatista de Donetsk

Alexander Nemenov/AFP - 11.4.2022

O Escritório das Nações Unidas para os Direitos Humanos confirmou nesta segunda-feira (11) a morte de 1.842 civis na guerra na Ucrânia, dos quais quase 150 eram crianças, após mais de um mês de conflito.

Os civis feridos são 2.493, segundo os dados que o órgão da ONU pôde comprovar. A grande maioria foi atingida por armas explosivas, tanto por mísseis quanto de bombardeios.

Entre os feridos, cerca de 250 são menores, segundo as Nações Unidas, que está fazendo sua própria contagem das vítimas civis da guerra lançada pela Rússia em 24 de fevereiro, embora reconheça que seus dados estão muito abaixo da realidade.

Isso se deve ao fato de a informação das localidades onde ocorreram as hostilidades chegar normalmente com atraso e de vários relatórios ainda não terem sido verificados.

Determinadas regiões do país sitiadas pelo Exército russo não possuem fiscais do ONU nem dados precisos para a confecção de estatísticas por parte das Nações Unidas.

Últimas