Ossada é encontrada em área de leões em safári do Paquistão

Crânio e ossos pertencem a adolescente que estava desaparecido há dois dias, informou a direção do parque Lahore Zoo Safari

Crânio e ossos foram encontrados por equipe que foi alimentar os leões

Crânio e ossos foram encontrados por equipe que foi alimentar os leões

Mohsin Raza / Reuters - 26.2.2020

A ossada de um adolescente desaparecido há dois dias foi encontrada na área de leões de um safári no Paquistão, disseram autoridades.

O crânio e os ossos de Muhammad Bilal, de 18 anos, foram encontrados quando uma equipe foi alimentar os animais nesta quarta-feira, disse o vice-diretor-geral do Lahore Zoo Safari, Chaudhry Shafqat.

A família do jovem protestou contra o que disse ser incompetência das autoridades do parque, segundo a polícia. Membros da família de Bilal se recusaram a falar com a Reuters no local, alegando estarem chateados demais para falar com repórteres.

Shafqat disse à Reuters que a atração tinha "medidas de segurança mais do que suficientes" e questionou se Bilal havia sido morto antes de seu corpo acabar no local.

Área dos leões é cercada

"Ainda estamos imaginando como ele atravessou a cerca de proteção, que é bastante alta, e entrou no campo dos leões", disse o vice-diretor-geral, acrescentando que o jovem estava desaparecido nos últimos dois dias.

"Acho que a polícia também investigará se o homem subiu a cerca e entrou ou se alguém jogou seu cadáver para dentro para os leões comerem".

De acordo com Shafqat, a família de Bilal disse a ele e à polícia que o adolescente foi ao parque ver um de seus tios, que trabalhava lá.

O policial Najeeb Awan afirmou que estava investigando o incidente. Awan disse que a família e os vizinhos do jovem atacaram os escritórios da atração, quebraram janelas e danificaram veículos.

Eles também bloquearam uma estrada principal e exigiram que o governo iniciasse um processo criminal contra a administração do parque, disse Awan.