Queda de avião em área residencial no Paquistão mata ao menos 60

Dois passageiros e 8 moradores foram resgatados com vida e estão internados, segundo a imprensa local; as operações de resgate continuam

Avião caiu em área residencial quando estava perto de pousar

Avião caiu em área residencial quando estava perto de pousar

Shahzaib Akber / EFE - 22.5.2020

A queda de um avião da companhia aérea estatal Pakistan International Airlines (PIA) nesta sexta-feira (22) em uma área residencial da cidade de Karachi, no sul do Paquistão, com 99 pessoas a bordo, deixou pelo menos 60 mortos em um dia em que o país estava começando suas férias, no final do mês islâmico sagrado do Ramadã.

Leia também: Hospitais do Paquistão recebem 56 corpos após queda de avião

No início da tarde (horário local), o piloto do Airbus 320 que fazia a rota entre Lahore e Karachi avisou aos controladores de voo que a aeronave tinha problemas técnicos quando estava prestes a pousar, disse o diretor executivo da PIA, Arshad Malik. Pouco depois, ela caiu em uma área residencial próxima ao Aeroporto Internacional de Jinnah.

"Estava a um minuto do aeroporto", disse um porta-voz da Autoridade de Aviação Civil do Paquistão, Abdul Sattar, à Agência Efe.

O porta-voz tinha inicialmente relatado que 107 pessoas estavam a bordo do avião, mas mais tarde corrigiu o número para 99, sendo 91 passageiros e 8 membros da tripulação.

A aeronave derrubou várias casas e provocou incêndios no bairro Model Colony que os bombeiros demoraram horas para apagar. Redes de televisão do país mostraram imagens de um dos motores entre as ruínas das casas, uma grande coluna de fumaça e pessoas feridas entre os escombros.

Operações de resgate

Após várias horas de uma operação de resgate realizada por militares e pela Autoridade de Aviação Civil, 60 corpos foram retirados dos destroços, disse Meeran Yusuf, porta-voz do Departamento de Saúde da província de Sindh, da qual Karachi é a capital. Ela não especificou se os mortos eram passageiros do voo ou moradores da área onde o avião caiu.

Meeran também disse que dois passageiros foram resgatados vivos e estão internados com quadro estável. Entre eles está o presidente do Banco do Punjab, Zafar Masood.

Além disso, outros oito feridos da área onde o avião caiu foram hospitalizados, metade com queimaduras em mais de 60% do corpo.

"Do número total de mortos, apenas quatro foram identificados. Testes de DNA serão realizados para identificar os corpos", disse Meeran.

O primeiro-ministro paquistanês, Imran Khan, manifestou pesar pelo acidente e anunciou no Twitter uma investigação para esclarecer as causas da queda.

"Entristecido com o acidente da PIA. Uma investigação será realizada imediatamente. Orações e condolências às famílias das vítimas", escreveu.

Início das férias

O acidente ocorreu no primeiro dia de férias por ocasião do fim do mês do Ramadã. O Paquistão também havia retomado recentemente os voos locais após a paralisação da aviação local devido à crise do novo coronavírus, que até agora deixou 1.067 mortos e 40.555 infectados em solo paquistanês.

Veja mais fotos do local do acidente