Guerra Israel x Hamas

Internacional Quinto grupo de israelenses e estrangeiros sequestrados por terroristas do Hamas é solto

Quinto grupo de israelenses e estrangeiros sequestrados por terroristas do Hamas é solto

Nove mulheres e uma adolescente de 17 anos deixaram o cativeiro hoje; Israel libertou 30 prisioneiros palestinos com parte do acordo

  • Internacional | Do R7

Carro da Cruz Vermelha transporta reféns que foram libertados após mais de 50 dias em cativeiros em Gaza

Carro da Cruz Vermelha transporta reféns que foram libertados após mais de 50 dias em cativeiros em Gaza

Ibraheem Abu Mustafa/Reuters - 28.11.2023

O quinto grupo de reféns libertados pelos terroristas do Hamas foi entregue à Cruz Vermelha por volta das 19h30 (14h30, no horário de Brasília) desta terça-feira (28), informa a imprensa hebraica. Foram soltas nove mulheres e uma adolescente de 17 anos.

Segundo o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Catar, entre as mulheres libertadas há uma de nacionalidade austríaca, duas argentinas e uma filipina. Todos foram entregues para a Cruz Vermelha.

Após cruzar a passagem de Rafah, na fronteira com o Egito, o grupo será encaminhado até outra fronteira, com Israel e, em seguida, à base aérea de Hatzerim, no sul do país. Todos serão submetidos a uma avaliação médica inicial antes de irem para hospitais, onde passarão por exames mais detalhados. 

O governo de Israel libertou 30 prisioneiros palestinos, sendo 15 mulheres e 15 menores de idade, como parte do acordo para libertar parte dos 240 reféns sequestrados no dia 7 de outubro.

Hoje foi o primeiro dia da extensão do acordo de trégua que começou a valer na madrugada de sexta-feira (24), mesmo dia em que foi iniciada a libertação dos sequestrados.

Nos primeiros quatro dias, 69 pessoas deixaram os cativeiros na Faixa de Gaza.

Dos que foram soltos, 30 são crianças israelenses (uma delas com dupla cidadania) e 20 são mulheres israelenses (10 são mães das crianças).

Um cidadão russo-israelense foi solto como gesto de boa vontade do Hamas em relação ao governo de Moscou. Acordos paralelos também resultaram na soltura de 18 estrangeiros (17 tailandeses e 1 filipino).

Sorrisos e lágrimas marcam reencontro de reféns de terroristas do Hamas com familiares

Últimas