Morte Elizabeth 2ª

Internacional Rei Charles 3º e rainha consorte chegam à Irlanda do Norte para importante viagem política

Rei Charles 3º e rainha consorte chegam à Irlanda do Norte para importante viagem política

Casal segue para o Castelo de Hillsborough, a residência real oficial na região antes de se encontrarem com líderes políticos

  • Internacional | Do R7, com AFP e Reuters

Rei Charles 3º e a rainha consorte Camilla chegam a Belfast, na Irlanda do Norte

Rei Charles 3º e a rainha consorte Camilla chegam a Belfast, na Irlanda do Norte

Liam McBurney/Reuters - 13.09.2022

O rei Charles 3º e a rainha consorte Camilla chegaram a Belfast, capital da Irlanda do Norte, em uma importante viagem política, nesta terça-feira (13). Esta é a primeira visita de Charles 3º como rei à região depois de suceder sua mãe, a rainha Elizabeth 2ª. A Irlanda do Norte por décadas viveu um conflito sectário entre partidários de Londres e Dublin.

O casal real foi recebido pelo Lorde-Tenente do Condado de Belfast, Dame Fionnuala Jay-O'Boyle, e o Secretário de Estado da Irlanda do Norte, Chris Heaton-Harris. Duas crianças de uma escola primária local também estavam no aeroporto para cumprimentar o monarca.

Em Belfast, o rei e a rainha consorte irão para o Castelo de Hillsborough, a residência real oficial na Irlanda do Norte, econtrarão políticos e líderes religiosos de alto escalão e irão participar de uma missa na Catedral de St. Anne, antes de retornarem a Londres.

A visita faz parte da viagem institucional do rei pelas quatro "nações" do Reino Unido — Escócia, Gales, Irlanda do Norte e Inglaterra. A Irlanda do Norte tem uma grande importância política para a coroa britânica, já que por décadas viveu um conflito sectário entre partidários de Londres e Dublin.

LAURENCE SAUBADU, MARIA-CECILIA REZENDE, ENRIC BONET-TORRA/AFP - 12.09.2022

Se a rainha Elizabeth 2ª gozava de respeito de amplos setores em todas as quatro regiões, Charles 3º tem o desafio de manter as costuras do reino após a saída do Reino Unido da União Europeia. A decisão de deixar o bloco foi percebida como inglesa e estimulou o sentimento anti-Londres entre os separatistas escoceses, galeses e norte-irlandeses

Um poderoso símbolo da união, a rainha em seus últimos anos tornou-se uma grande força de reconciliação com seus inimigos nacionalistas irlandeses, com a visita de Estado à Irlanda em 2011, a primeira de um monarca em quase um século de independência.

Funeral

O caixão da rainha deixará a Escócia e será levado para o Palácio de Buckingham, em Londres, nesta terça-feira (13).

Na próxima quarta-feira (14), ele será levado em uma carruagem como parte de uma grande procissão militar para Westminster Hall, onde um período de homenagens se iniciará, com duração até 19 de setembro.

Os súditos poderão passar pelo caixão, que será coberto pela bandeira do Royal Standard com o Orbe e o Cetro do soberano colocados no topo, por 24 horas diárias até a manhã do funeral.

Escoceses vão às ruas em vigília diante de caixão de Elizabeth 2ª

Últimas