Internacional Rússia afirma que destruiu depósito de armas entregues pela Otan no oeste da Ucrânia

Rússia afirma que destruiu depósito de armas entregues pela Otan no oeste da Ucrânia

Armamentos estavam armazenados na região de Lviv, próxima à Polônia, e foram atingidos por mísseis de cruzeiro de alta precisão 

AFP

Resumindo a Notícia

  • Defesa antiaérea ucraniana derrubou um míssil russo sobre Lviv
  • Oeste ucraniano é alvo de ataques esporádicos das tropas da Rússia
  • EUA entregaram nas últimas semanas à Ucrânia peças de artilharia de última geração
  • Volodmir Zelenski fez apelo aos países ocidentais para que enviem mais armas e mais rápido
Soldado ucraniano dirige tanque de guerra em direção à linha de frente na região de Donbas

Soldado ucraniano dirige tanque de guerra em direção à linha de frente na região de Donbas

Aris Messinis/AFP - 14.06.2022

O exército russo afirmou nesta quarta-feira (15) que destruiu um depósito de armas fornecidas por países da Otan no oeste da Ucrânia.

O ministério russo da Defesa anunciou que a destruição ocorreu com o uso de mísseis de cruzeiro Kalibr de alta precisão e que o depósito estava localizado perto de Zolochiv, na região de Lviv, próxima à Polônia.

Maxim Kozytski, governador da região de Lviv, afirmou em uma mensagem no Telegram que a defesa antiaérea ucraniana derrubou um míssil russo sobre a cidade na última terça-feira (14) e que seis pessoas ficaram levemente feridas na queda do armamento.

Ao contrário do leste e do sul da Ucrânia, cenários de combates entre russos e ucranianos há três meses e meio, o oeste é alvo de ataques esporádicos das tropas da Rússia, que têm como alvos as instalações militares que recebem armamento ocidental.

O governo dos Estados Unidos entregou nas últimas semanas à Ucrânia várias baterias de obuses M777, peças de artilharia de última geração utilizadas até recentemente pelo exército americano no Afeganistão.

O presidente ucraniano Volodmir Zelenski fez um apelo aos países ocidentais para que enviem "mais rápido (...) mais armas e equipamento militar porque os russos têm 10, 100 vezes mais armamentos".

"Só recebemos 10% das armas que a Ucrânia precisa, sem as quais não poderemos vencer esta guerra", lamentou a vice-ministra da Defesa do país, Anna Maliar.

Além da guerra na Ucrânia, veja como estão outros conflitos brutais pelo mundo

Últimas