Rússia x Ucrânia

Internacional Ucrânia aceita dialogar com Rússia na fronteira com Belarus

Ucrânia aceita dialogar com Rússia na fronteira com Belarus

Volodmir Zelenski anunciou a decisão neste domingo (27), após mediação do presidente de Belarus, Alexander Lukashenko

  • Internacional | Da AFP

Zelenski concordou em dialogar com Moscou na fronteira da Ucrânia com Belarus

Zelenski concordou em dialogar com Moscou na fronteira da Ucrânia com Belarus

Handout/Ukraine Presidency/AFP - 25.02.2022

A Presidência da Ucrânia informou neste domingo (27) que concordou em dialogar com a Rússia e que as discussões ocorrerão na fronteira do país com Belarus, perto de Chernobyl. A decisão foi tomada após mediação do presidente de Belarus, Alexander Lukashenko.

"A delegação ucraniana se reunirá com a [delegação] russa sem estabelecer condições prévias na fronteira ucraniana-belarussa, na região do rio Pripyat", disse a Presidência ucraniana nas redes sociais.

Em post publicado em seu Instagram neste domingo, o presidente ucraniano Volodmir Zelenski comentou o resultado da conversa que teve com Lukashenko.

"Alexander Lukashenko assumiu a responsabilidade de garantir que todos os aviões, helicópteros e mísseis estacionados em território de Belarus permaneçam no solo durante a viagem, as conversas e o retorno da delegação ucraniana."

Equipe nuclear em alerta

Mais cedo, neste domingo, o presidente russo Vladimir Putin anunciou que iria pôr em alerta a "força de dissuasão" do Exército russo, que pode incluir um componente nuclear, no quarto dia da invasão da Ucrânia por Moscou.

"Ordeno ao ministro da Defesa e ao chefe do Estado-Maior que ponham as forças de dissuasão do Exército russo em alerta especial de combate", disse Putin, em uma reunião com os líderes militares russos.

Portal R7

Últimas