Minas Gerais Betim (MG) veta festas para mais de 24 pessoas até 28 de fevereiro

Betim (MG) veta festas para mais de 24 pessoas até 28 de fevereiro

Determinação da prefeitura começa a valer nesta quarta (6) e vai até 28 de fevereiro; prefeito criticou festas clandestinas

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Medioli anunciou as novas regras

Medioli anunciou as novas regras

Reprodução/redes sociais

A Prefeitura de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, proibiu a realização de eventos na cidade para mais de 24 pessoas até o dia 28 de fevereiro. A medida, anunciada pelo prefeito Vittorio Medioli tem como objetivo evitar a disseminação do coronavírus no município. 

De acordo com a nova determinação, os alvarás serão suspensos a partir desta quarta-feira (6) e, em aso de descumprimento, o proprietário do imóvel onde o evento estiver ocorrendo poderá ser multado entre R$ 4 mil e R$ 92 mil. O local ainda poderá ser lacrado e interditado por um prazo de até quatro meses.  

Em um vídeo publicado em seu perfil nas redes sociais, Medioli afirmou que festas clandestinas têm ocorrido na cidade. 

— É lamentável e nunca teríamos gostado de chegar a isso. Mas estamos com organizações agindo e realizando eventos clandestinos na cidade, sem alvará, sem cumprirem as normas sanitárias. Bailes funks ilegais que duram horas. Não podemos aceitar isso.

O prefeito de Betim frisou, ainda, que a multa não será destinada somente ao organizador da festa mas, também, para o dono do imóvel onde o evento estiver sendo realizado. 

De acordo com a nova medida, ficam permitidos apenas eventos de natureza familiar, para até 24 pessoas, e eventos religiosos, desde que autorizados pela Comissão de Monitoramento da Violência em Eventos Esportivos e Culturais 

Últimas