Minas Gerais BH espera retomar aplicação da 2ª dose na semana que vem

BH espera retomar aplicação da 2ª dose na semana que vem

Pessoas com idade entre 64 e 67 anos estão com a imunização de reforço atrasada devido à falta de doses da Coronavac

Segunda dose foi interrompida em BH

Segunda dose foi interrompida em BH

Divulgação / Governo de MG / Pedro Gontijo

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), anunciou, nesta quinta-feira (6) que espera retomar, na próxima semana, a aplicação da segunda dose para pessoas com idade entre 64 e 67 anos, que foram imunizados com a Coronavac na capital mineira. 

A imunização com a dose de reforço está interrompida desde o dia 30 de abril devido à falta de doses do imunizante, fabricado pelo Instituto Butantan, em São Paulo. 

Kalil disse que a orientação do Ministério da Saúde para que os municípios deixassem de guardar a segunda dose foi "irresponsável". 

— Nós recebemos um ofício do Ministério da Saúde, um documento oficial e entendemos que era um documento responsável e fizemos isso, aplicamos todas as doses. 

Perguntado se a orientação da pasta foi irresponsável, Kalil confirmou. 

— Claro que foi irresponsabilidade. É isso que ninguém fala, querem jogar nas costas do secretário de saúde e da Prefeitura de Belo Horizonte. 

Flexibilização

A Prefeitura de Belo Horizonte autoriza, a partir do próximo sábado (8), novas medidas de flexibilização na capital mineira.

Com isso, o comércio poderá voltar a abrir as portas aos domingos — exceto os bares e restaurantes. No caso desses estabelecimentos, o horário de funcionamento foi estendido até às 19 horas. Além disso, a prefeitura também autorizou o funcionamento das feiras e clubes. 

Últimas