Minas Gerais BH tem imóveis sem energia após temporal com ventos de 100 km/h

BH tem imóveis sem energia após temporal com ventos de 100 km/h

Vídeos gravados por moradores de várias partes da cidade e Grande BH registraram alagamentos e pedras de granizo; vento derrubou muro de casa 

  • Minas Gerais | Virgínia Nalon, da Record TV Minas, com Caio Silva*, do R7

Após quase 12 horas da forte chuva que atingiu Belo Horizonte, na noite desta quarta-feira (14), bairros de duas regiões da capital ainda continuam sem luz.

Segundo a Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais), moradores das regiões de Venda Nova e Pampulha ainda continuam sem o fornecimento de energia. 

A companhia informou que a chuva derrubou árvores sobre a rede elétrica e outros objetos nos cabos de energia, provocando curto-circuitos e, consequentemente, o rompimento da fiação, o que causou a falta de energia. A empresa ainda informou que está trabalhando para fazer os reparos.

Chuva 

A chuva forte, acompanhada de rajadas de ventos de quase 100 km/h e granizo, provocou vários estragos em bairros de Belo Horizonte e região metropolitana da capital, na noite desta quarta-feira (14). 

Moradores de várias partes da capital mineira gravaram vídeos o temporal. Imagens enviadas por uma telespectadora ao jornalismo da Record TV Minas mostraram a mulher recolhendo pedras de gelo que caíram na varada da casa dela. 

Outro morador, da região da Pampulha, filmou o momento em que a rua de sua loja virou um rio. No vídeo, o homem diz que a água estava quase entrando no estabelecimento. As imagens ainda mostram que a água da chuva quase cobriu os pneus de veículos que estavam estacionados. 

Já na Avenida Teresa Cristina, na região Oeste de Belo Horizonte, que no início do ano foi castigada pela chuva e inundações, por pouco não alagou de novo. Um morador da região gravou um vídeo. Nele, é possível ver que o rio Arrudas quase transbordou novamente. 

No bairro São Gabriel, na região Nordeste da capital, algumas casas foram alagadas. Crianças e adultos se refugiaram em cima da cama de um dos quartos. Uma moradora da residência registrou o momento. No vídeo, ela diz que a situação foi "revoltante". 

Moradores tiveram suas casas alagadas pela chuva

Moradores tiveram suas casas alagadas pela chuva

Reprodução/Record TV Minas

Na região Norte de BH, no bairro Céu Azul, um morador precisou abrir um buraco na parede para dar vazão a água que invadiu todos os cômodos da casa. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, quatro paredes de uma casa do bairro Pompéia, na região Leste da capital mineira, desabaram devido aos ventos de quase 98 km/h.

A corporação informou que duas das quatro paredes caíram e atingiram a casa ao lado. Os militares informaram que a estrutura tinha sido construída horas antes do desabamento, mas, apesar do susto, ninguém ficou ferido. 

O alerta da chuva forte foi emitido pela Defesa Civil de Belo Horizonte no início da tarde desta quarta-feira (14). De acordo com o órgão, a região onde teve o maior acúmulo de chuva, nesta quarta, foi a Nordeste (35,9%), seguido da região Norte (33,2%) e a Pampulha (31,5%). 

Grande BH

Em Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte, a chuva deixou moradores sem luz e sem paciência. Uma moradora gravou um vídeo revoltada com a situação, com os dizeres "olha como tá meu estado, pegou foi fogo nos fios. Quero ver quem vai vir aqui [na casa dela] para ajudar". 

No bairro Morro Alto, também em Vespasiano, a casa do primo da última moradora foi invadida pela água. A família perdeu praticamente tudo. Já em um vídeo gravados por usuários do transporte público de Ribeirão das Neves, na Grande BH, mostram que os passageiros precisaram abrir sombinhas dentro de um coletivo para se livrar das goteiras. 

Chuvas em Minas 

E a chuva forte também atingiu outras partes do Estado de Minas Gerais. Em Arcos,  a 236 km de Belo Horizonte, o temporal derrubou árvores e estruturas metálicas. Alguns bairros ficaram sem energia elétrica por quase 4 horas, depois que um transformador explodiu. 

Em Capitólio, a 285 km de BH, a estrutura de uma quadra desabou. Três crianças brincavam no local. Elas ficaram feridas e foram levadas para a Santa Casa da cidade e passam bem. 

Em outras partes da cidade, muito granizo. Algumas casas foram destelhadas e pelo menos 50 árvores caíram durante o vendaval.

*Estagiário do R7 sob supervisão de Pablo Nascimento 

Últimas