Minas Gerais Bombeiros encontram mais um corpo em Brumadinho (MG)

Bombeiros encontram mais um corpo em Brumadinho (MG)

Segundo os militares, corpo localizado próximo ao Córrego do Feijão pode ser de uma mulher; esta seria a 261ª vítima localizada

  • Minas Gerais | Airine Ferreira, da RecordTV Minas

Mais uma vítima do rompimento da barragem em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, foi encontrada na tarde desta terça-feira (24). O corpo foi localizado na região do Remanso 1, próximo à comunidade de Córrego do Feijão, atingida pelo rompimento da barragem da Vale, em 25 de janeiro de 2019.

Segundo informações do porta-voz do Corpo de Bombeiros, tenente Pedro Aihara, os militares acreditavam, inicialmente, que o corpo era de um homem, mas uma perita da Polícia Civil teria identificado que se trata de uma mulher. A operação de resgate em Brumadinho entra no dia 942, desde o rompimento da barragem. Até o momento, foram identificadas 260 vítimas. Outras nove pessoas continuam desaparecidas.  

Em um vídeo gravado do local das buscas, o major Cosendey, do Corpo de Bombeiros diz que a corporação continuará na região para dar continuidade à operação de resgate. Os militares acreditam que a descoberta deste corpo pode auxiliar na localização de novas vítimas.

Corpo foi localizado próximo ao Córrego do Feijão

Corpo foi localizado próximo ao Córrego do Feijão

Divulgação / CBMMG

Em, nota, a Polícia Civil informou que, assim que foi comunicada sobre a localização do corpo, deslocou uma equipe de peritos para o local para dar início aos trabalhos técnico-científicos. Assim que os trabalhos forem encerrados no local, o corpo será levado ao IML, "onde os trabalhos necroscópicos se iniciarão imediatamente".

De acordo com a PC, ainda não é possível prever um prazo para a identificação da vítima. 

Identificação

A última vítima do rompimento da barragem de Brumadinho identificada pela Polícia Civil de Minas Gerais foi o soldador Renato Eustáquio de Sousa, que tinha 34 anos quando morreu no desastre ocorrido em 2019. 

Um fragmento do fêmur de Renato foi encontrado em janeiro deste ano, em uma área de buscas na região do rompimento da barragem. A identificação, feita pelo IML (Instituto Médico-Legal), foi realizada por meio de exames de DNA e foi divulgada em maio.  

Últimas