Minas Gerais Brumadinho: oito mortos em rompimento são identificados

Brumadinho: oito mortos em rompimento são identificados

Segundo o Corpo de Bombeiros, 37 corpos foram encontrados até a manhã deste domingo (27); 192 pessoas foram resgatadas com vida

Leonardo Alves estava em reunião na Vale

Leonardo Alves estava em reunião na Vale

Reprodução / Facebook

A Polícia Civil de Minas Gerais informou que até a manhã deste domingo (27), oito corpos de vítimas do rompimento da barragem de Brumadinho, na Grande BH, já haviam sido identificados pelas famílias. Segundo o Corpo de Bombeiros, 37 mortos foram encontrados e 256 pessoas ainda estão desaparecidas.

Confira a lista dos identificados:

Carlos Roberto Deusdeti

Eliandro Batista de Passos

Fabricio Henrique

Jonatas Lima Nascimento

Leonardo Alves Diniz

Marcelle Porto Cangussu

Robson Máximo Gonçalves

Willian Jorge Felizardo Alves

Moradores de Brumadinho são acordados com sirenes

Vítimas

Leonardo Alves Diniz

O corpo do técnico de manutenção Leonardo Alves Diniz foi encontrado neste sábado (26). Ele era funcionário da Vale há mais de 10 anos. De acordo com a família, Diniz estava de folga e foi chamado para participar de uma reunião na empresa na sexta-feira (25), dia da tragédia.

Como não estava escalado para trabalhar, o nome dele não constava na lista dos funcionários. Contudo, após saber do rompimento, parentes foram até o IML (Instituto Médico Legal), onde o corpo dele foi identificado. Diniz deixa um filho de 7 anos.


Jonatas Lima Nascimento

Jonatas foi encontrado dentro de caminhão

Jonatas foi encontrado dentro de caminhão

Reprodução / Facebook

Jonatas era motorista da empresa e o corpo dele foi encontrado, ainda na sexta-feira, dentro da cabine do caminhão no qual trabalhava. O reconhecimento foi feito pela cunhada e pela mulher da vítima. O trabalhador deixa uma filha de 10 anos e um menino de 6.

Marcelle Porto Cangassu

Marcelle foi a primeira vítima identificada

Marcelle foi a primeira vítima identificada

Reprodução / Facebook

Marcelle era médica do trabalho da Vale desde 2016. Ela foi a primeira vítima a ser identificada, ainda na manhã deste sábado (26).