Minas Gerais Cervejaria entra na Justiça contra recall solicitado pelo Governo

Cervejaria entra na Justiça contra recall solicitado pelo Governo

Ministério da Agricultura pediu que a Backer recolha os produtos fabricados desde outubro do ano passado em investigação sobre contaminação

Empresa afirma que não usa substância encontrada

Empresa afirma que não usa substância encontrada

Divulgação / Backer

A cervejaria Backer informou que entrou na Justiça para contestar o pedido do Ministério da Agricultura para a empresa recolher todas as cervejas e chopps produzidos pela companhia desde outubro do ano passado.

A solicitação do órgão federal foi feita nesta segunda-feira (13), como parte das investigações sobre uma possível contaminação de consumidores da cerveja "Belorizontina", produzida pela marca.

Peritos da Polícia Civil encontraram os anticongelantes monoetilenoglicol e dietilenoglicol em garrafas e no tanque de resfriamento da empresa, no bairro Olhos d'Água, na região Oeste de Belo Horizonte.  A fábrica foi interditada na última semana. Em nota, a Backer ressaltou que não faz uso do dietilenoglicol em sua produção.

Confira a íntegra da nota da Backer:

“A Backer informa que a medida de recall solicitada pelo Ministério da Agricultura está sendo objeto de apreciação judicial para revogação do ato. A cervejaria reitera que não faz uso do dietilenoglicol em seu processo produtivo e que o episódio apurado pelas autoridades limita-se ao lote “Belorizontina”, não tendo qualquer relação com os demais rótulos da empresa, que possui processos autônomos de produção."