Minas Gerais CPI das Barragens será instalada hoje na Assembleia de Minas

CPI das Barragens será instalada hoje na Assembleia de Minas

Comissão vai apurar fatos relacionados ao crime da Vale em Brumadinho; nomes de deputados titulares e suplentes já foram escolhidos;

ALMG instala hoje CPI das Barragens

ALMG instala hoje CPI das Barragens

Divulgação / ALMG / Guilherme Dardanhan

O presidente da ALMG (Assembléia Legislativa de Minas Gerais) Agostinho Patrus (PV) vai comunicar na sessão desta quarta-feira (13), a instalação da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) das Barragens. O grupo será composto por 14 parlamentares, entre titulares e suplentes e terá como meta a apuração de fatos relativos ao rompimento da Barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, na Grande BH, em 25 de janeiro. Até o momento a tragédia resultou em 201 mortos identificados e outras 107 pessoas desaparecidas. 

Os nomes dos deputados estaduais que irão compor a CPI foram anunciados pelo presidente da Casa nesta terça-feira (12). O presidente da comissão será o deputado Gustavo Valadares (PSDB), o posto de vice-presidente ficará com Inácio Franco (PV) e o relator será o deputado André Quintão (PT). 

O presidente da Casa Agostinho Patrus declarou que espera que a comissão dê uma resposta à sociedade e que a CPI dará atenção especial ao cuidados com os familiares das vítimas e outros atingidos.

— “Muitos perderam familiares, a estrutura de trabalho, o local de onde tiravam seu sustento. Agora precisam também desta visão social que a Assembleia dará ao tema”, afirmou. 

Barragens

No mês passado, a Assembleia de Minas aprovou um projeto de lei que cria a Política Estadual de Segurança de Barragens. A iniciativa foi proposta em 2016, após o rompimento da Barragem do Fundão, em Mariana, tragédia que resultou na morte de 19 pessoas. Na prática, o texto torna mais rígidas as regras para licenciamento ambiental e fiscalização de barragens no Estado. 

Confira quem serão os membros da CPI das Barragens na Assembléia de Minas: 

Gustavo Valadares (PSDB) - presidente
Inácio Franco (PV) - vice-presidente
André Quintão (PT) - relator
Sargento Rodrigues (PTB) - titular
Cássio Soares (PSD) - titular
Beatriz Cerqueira (PT) - titular
Noraldino Júnior (PSC) - titular

Bartô (Novo) - suplente
Celinho Sintrocel (PCdoB) - suplente
Repórter Rafael Martins (PSD) - suplente
João Vítor Xavier (PSDB) - suplente
Doutor Wilson Batista (PSD) - suplente
Sávio Souza Cruz (MDB) - suplente
Ulysses Gomes (PT) - suplente