Minas Gerais Etanol fica 12% mais caro e motoristas sentem reflexo no bolso

Etanol fica 12% mais caro e motoristas sentem reflexo no bolso

Segundo especialistas, reajuste se deve a problemas com a safra de cana-de-açúcar, que está atrasada

  • Minas Gerais | Rosildo Mendes e Helen Oliveira, da RecordTV Minas

Reajuste se deve a problemas com a safra de cana-de-açúcar

Reajuste se deve a problemas com a safra de cana-de-açúcar

Reprodução / RecordTV Minas

O preço do etanol ficou 12% mais caro, segundo dados da Siamig (Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais). O percentual pode representar aproximadamente R$ 0,40 por litro no bolso do consumidor.

Mário Campos, presidente da Siamig, explica que a variação no valor do etanol é diferente da que ocorre com a gasolina. Não está atrelada ao mercado internacional e sofre mais alterações que elevam ou diminuem o preço por motivos relacionados ao próprio segmento. Nesta semana, por exemplo, essa alta é resultado de um atraso na safra da cana-de-açúcar.

“Nós tivemos uma seca muito severa, geadas  e incêndios nas regiões produtoras. Esse atraso no desenvolvimento da cana-de-açúcar está atrasando a safra, em média, em 20 dias.”

Especialistas lembra que para ter vantagem no abastecimento com álcool, o valor do etanol deve ser equivalente a, no máximo, 70% do preço da gasolina. Caso contrário, o derivado de petróleo continuaria sendo mais vantajoso para o bolso do motorista. A exceção é para quem tem veículos com motores mais modernos que garantem mais rendimento com etanol. Neste caso, pode valer a pena abastecer com álcool mesmo que o preço esteja na casa dos 75% do valor da gasolina.

A boa notícia é que etanol pode baixar nas próximas semanas. “A expectativa é que a demanda de etanol aumente nos próximos meses. Para que ela aumente, é necessário que o preço esteja competitivo com a gasolina”, indicou Mário Campos.

Últimas