Minas Gerais Foragido, empresário suspeito de estupro se defende em vídeo

Foragido, empresário suspeito de estupro se defende em vídeo

Dono de uma loja em shopping popular de Belo Horizonte teria abusado de clientes e funcionárias do estabelecimento

  • Minas Gerais | Célio Ribeiro*, do R7, com Talyssa Lima*, da Record TV Minas

Suspeito se defendeu em vídeo nas redes sociais

Suspeito se defendeu em vídeo nas redes sociais

Reprodução / Redes sociais

O empresário suspeito de estuprar funcionárias e clientes de sua loja de roupas em um shopping popular de Belo Horizonte divulgou um vídeo nas redes sociais em que se defende das acusações.

Cleidison dos Santos Fernandes, de 30 anos, está foragido desde o dia 17 de março, quando a Justiça decretou sua prisão temporária.

No vídeo de quase 12 minutos, um locutor apresenta supostas trocas de mensagens entre o empresário e as vítimas e alega que as relações entre ele e as mulheres teriam sido consentidas. No vídeo ainda há a acusação de que uma das mulheres teria se aproveitado da repercussão do caso para ganhar seguidores na internet e patrocínio de lojas.

No final do vídeo, o empresário aparece e começa a contar sua história de vida, afirmando que chegou em Belo Horizonte pobre e teria superado diversas dificuldades até conseguir abrir sua loja. Ele afirma que o sucesso teria “subido à cabeça”.

— Eu comecei a ganhar dinheiro e eu comecei a me achar o cara, achar que toda mulher queria se relacionar comigo. Cheguei a mentir para essas pessoas, prometia o que eu não podia dar. Falava que essas pessoas eram únicas na minha vida. Dizia isso só para conseguir o que eu queria, depois eu saía fora (sic).

Fernandes afirmou que “descartava” mulheres e tratava-as como “qualquer uma”, mas se defendeu das acusações de estupro alegando que “nunca passou do ponto”. Ele reafirmou que só teve relações consensuais e disse que sua família vem sofrendo ameaças.

— Eu e minha família estamos sofrendo ameaças de morte, tivemos que mudar para outro Estado. Estou desesperado, sem saber o que fazer. Já perdi tudo na minha vida, sou um cara inocente. Não posso perder minha liberdade.

Em nota, a Polícia Civil informou que o investigado continua foragido e que o processo está em andamento na Justiça. A PCMG ainda pediu que, caso alguém tenha informações sobre a localização do suspeito, realize uma denúncia pelo telefone 181.

Acusações

As primeiras denúncias contra Cleidison dos Santos Fernandes surgiram no fim de dezembro. Dezenas de mulheres, incluindo modelos, influenciadoras e funcionárias da loja teriam sido vítimas de abuso sexual ou moral dentro do estabelecimento. Fernandes já responde por outro processo de estupro desde 2018.

* Estagiários sob supervisão de Pablo Nascimento

Últimas