Minas Gerais Fuad Noman toma posse como prefeito de Belo Horizonte

Fuad Noman toma posse como prefeito de Belo Horizonte

Durante cerimônia que oficializou a gestão, chefe do município reforçou relacionamento entre executivo e legislativo

  • Minas Gerais | Ana Gomes, Do R7

Cerimônia oficial marcou posse do prefeito

Cerimônia oficial marcou posse do prefeito

Gabriel Rodrigues/Record TV Minas

Fuad Noman (PSD) assumiu, nesta terça-feira (29), a prefeitura de Belo Horizonte oficialmente. A cerimônia de posse do chefe do município aconteceu na Câmara Municipal, na região leste da capital mineira.

“Assumo a prefeitura com orgulho do que fizemos. Por causa da pandemia, sei que temos mais o que lamentar do que comemorar. Sento na prefeitura consciente do desafio e estou preparado para fazer o melhor aos belo-horizontinos”, disse durante o discurso. 

O político ainda reforçou sobre a importância de um bom relacionamento entre a prefeitura e os vereadores da capital para sua gestão. “Conto com a Câmara Municipal para enfrentar os desafios dos próximos meses. Vou reforçar a parceria entre o legislativo e o executivo”, afirmou.

A presidente da Câmara, vereadora Nely Aquino (Podemos), conduziu a cerimônia e disse que Noman terá todo apoio da Casa. “O senhor encontrará nessa Casa apoio e diálogo necessário para governar. Estendo a mão ao poder executivo, encerrando qualquer desentendimento”, falou. 

Desde a renúncia de Alexandre Kalil, na última sexta-feira (25), o até então vice-prefeito respondia pela administração municipal em caso de impedimento do prefeito ou vacância do cargo, conforme prevê a Lei Orgânica do Município (art 104, § 2º). Por isso, o político assumiu oficialmente o comando da cidade apenas depois da posse.

Kalil deixou uma prefeitura para concorrer ao Governo de Minas Gerais. Noman aproveitou a posse para desejar boa sorte ao ex-chefe do município. “Desejo que ele seja eleito, para que faça por Minas o que fez por Belo Horizonte”, afirmou.

Conheça Fuad Noman

Fuad Noman, de 74 anos,  é um economista e escritor com extensa carreira política. O político assumiu o cargo de vice em 2020. Antes, ele já havia sido nomeado Secretário Municipal de Fazenda, por três anos.

De perfil público discreto, o político ingressou no serviço público como funcionário de carreira do Banco Central do Brasil. No cargo, atuou no desenvolvimento do Plano Real ao integrar a equipe do então ministro da Fazenda e atual ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Em seu currículo também constam passagens pelo Tesouro Nacional, pela Casa Civil da Presidência da República, pelo Banco do Brasil e pela BrasilPrev. Além disso, Noman foi consultor do Fundo Monetário Internacional para o governo de Cabo Verde.

No Governo de Minas Gerais, Noman foi Secretário de Estado de Fazenda, Secretário de Estado de Transporte e Obras Públicas, Secretário Extraordinário da Copa do Mundo, Presidente da Gasmig e Secretário de Estado Extraordinário para a Coordenação de Investimentos.

Além da carreira política, é autor de dois romances intitulados “Cobiça” e “O Amargo e o Doce”.

Últimas