Minas Gerais Grande BH tem o 2º padre afastado por suspeita de abuso sexual

Grande BH tem o 2º padre afastado por suspeita de abuso sexual

Bernardino Batista dos Santos, de 73 anos, teria cometido os crimes contra crianças e adolescentes quando era pároco em BH

  • Minas Gerais | Helen Oliveira, da Record TV Minas

Um padre que atua em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, é investigado pela Polícia Civil por abuso sexual. Após as denúncias, Bernardino Batista dos Santos, de 73 anos, foi afastado das atividades.

Padre foi afastado das atividades

Padre foi afastado das atividades

Record TV Minas/Reprodução

Os crimes teriam acontecido contra crianças e adolescentes há 22 anos, quando o pároco era responsável por uma igreja no bairro Paraíso, na região leste da capital mineira. Segundo informações do boletim de ocorrência, outra denúncia contra ele havia sido feita em 2013. O documento ainda cita que o padre tem filhos que não assumiu e que moraria com duas adolescentes, de 15 e 13 anos.

A polícia informou que o procedimento está em sigilo. A Arquidiocese de Belo Horizonte, por sua vez, confirmou que afastou o sacerdote e que ele deixará de exercer o ofício pastoral até que as acusações sejam investigadas.

Mais denúncias

A polícia faz investigações sobre outro padre da região metropolitana de Belo Horizonte por importunação e assédio sexual. O religioso José Carlos Pereira, de 64 anos, também foi afastado das funções de uma em igreja em Santa Luzia, na Grande BH, após 11 mulheres denunciarem o sacerdote.

As supostas vítimas são ex-funcionárias, alunas e fiéis de um colégio que o pároco administrava. Elas alegam terem sido abusadas quando ficaram sozinhas como ele dentro de uma sala, em uma das sedes da instituição. 

Últimas