Minas Gerais Homem é preso após ato racista contra guarda em Contagem (MG)

Homem é preso após ato racista contra guarda em Contagem (MG)

Suspeito se negou a colocar máscara, disse que não acataria ordens do guarda e apontou para a própria pele, que é branca; ele foi ouvido e liberado

  • Minas Gerais | Célio Ribeiro*, do R7

Guarda civil é vítima de ato racista em Contagem (MG)

Guarda civil é vítima de ato racista em Contagem (MG)

Record TV Minas

Um homem de 63 anos foi preso, na manhã desta sexta-feira (14), após cometer um ato racista contra um guarda civil em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte.

De acordo com a prefeitura, um guarda civil estava orientando pessoas na fila de uma agência bancária quando o idoso, que estava sem máscara, começou a desafiar e desacatar o agente, afirmando que "não obedecia ordens de guardas".

Veja: Polícia conclui que assassinato de idoso foi motivado por racismo

O guarda insistiu para que o homem colocasse a máscara, mas sem sucesso. Em certo momento, o idoso afirmou que "era uma palhaçada" ter que respeitar as ordens do agente, enquanto apontava para a própria pele que é branca.

O homem foi encaminhado a uma delegacia da região. De acordo com a PCMG (Polícia Civil de Minas Gerais), o homem de 63 anos foi autuado por desacato. Ele foi ouvido e liberado. Segundo a corporação, o caso será encaminhado à Justiça.

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Flavia Martins y Miguel

Últimas