Minas Gerais Jovem baleada durante ataque a bancos em MG corre risco de morrer

Jovem baleada durante ataque a bancos em MG corre risco de morrer

Grupo armado explodiu três agências bancárias na cidade de Uberaba, no Triângulo Mineiro; cidade ficou sem energia elétrica e teve serviços cortados

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Jovem está internada no HC da UFTM

Jovem está internada no HC da UFTM

Reprodução / Google Street View

É grave o estado de saúde da jovem de 21 anos baleada durante um confronto entre polícia e assaltantes, em Uberaba, a 447 km de Belo Horizonte, na madrugada da última quinta-feira (27). A tiroteio aconteceu durante a fuga de um grupo fortemente armado que explodiu três agências bancárias.

A vítima está internada no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Ela foi atingida com um disparo na cabeça. Segundo a unidade de saúde, o quadro dela está estável, mas ela morre risco de morte.

Um homem de 45 anos também foi baleado na fuga dos suspeitos. Ele foi atingido na perna e recebeu alta médica no mesmo dia.

Ataques

O ataque às agências bancárias ocorreu durante a madrugada, na região central de Uberaba. Militares fizeram um cerco para tentar conter os criminosos, mas eles usaram moradores como escudo humano para fugir.

PM apreende fuzis e metralhadora com suspeitos de ataque a bancos

De acordo com a polícia, cerca de 30 suspeitos participaram do assalto. Dez deles foram presos durante a fuga. Com os detidos, foram encontradas sete pessoas que foram feitas reféns. Todas elas foram libertadas bem. Um arsenal com 11 fuzis, uma metralhadora e duas pistolas foi apreendido.

Imagens gravadas por moradores mostram o estado caótico vivido na cidade. Durante a manhã, parte do município ficou sem energia elétrica. As aulas foram paralisadas em escolas e algumas linhas de ônibus não funcionaram.

A polícia continua em busca dos outros envolvidos no crime. Em entrevista à Record TV após os ataques, a Capitã Layla Brunnela, chefe da sala de imprensa da Polícia Militar de Minas Gerais, destacou que não é comum ver um ataque desta proporção em cidades do porte de Uberaba — que tem 295.988 habitantes, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

— Não é o normal você ter cidades maiores sendo alvos deste tipo de criminalidade. Não obstante, os infratores tentam desafiar a Polícia Militar. Tanto que vieram com aparato de armamento de alto impacto.

Últimas