Minas Gerais Justiça ouve presos suspeitos de assaltar banco em Uberaba (MG)

Justiça ouve presos suspeitos de assaltar banco em Uberaba (MG)

Os 10 homens presos pela PM são ouvidos em audiência de custódia e, se foram mantidos presos, podem ser transferidos para presídio da Grande BH

Negociação durou duas horas e sete reféns foram libertados

Negociação durou duas horas e sete reféns foram libertados

Divulgação / Polícia Militar

Os 10 homens que foram presos nesta quinta-feira (27), suspeitos de assaltarem bancos em Uberaba, no Triângulo Mineiro, a 477 km de Belo Horizontem, serão ouvidos em audiência de custódia nesta sexta-feira (28), pela 2ª Vara Criminal da cidade.

Caso sejam mantidos presos por decisão da Justiça, eles devem ser transferidos para presídios da Região Metropolitana de Belo Horizonte. 

O ataque aconteceu pouco depois das 3 horas da madrugada. Armados com fuzis e distribuídos em diversos veículos, incluindo caminhões, cerca de 30 criminosos explodiram cofres da agência do Banco do Brasil, na principal avenida de Uberaba. Duas pessoas ficaram feridas durante a ação. A Catedral de Uberaba, sede do Corpo de Bombeiros e o prédio da Câmara Municipal foram alvejados. 

Moradores relataram pânico e intensa troca de tiros nos momentos que se seguiram à explosão da agência bancária. Em seguida, os homens embarcaram nos veículos e deixaram a cidade rumo à zona rural, onde foram cercados pelos policiais. 

Durante o assalto e a fuga, sete pessoas foram feitas reféns e libertadas após negociação que durou duas horas. De acordo com a PM, entre os sequestrados estavam duas crianças – uma de 12 e outra de 2 anos.

Últimas