Minas Gerais Menina que estava em ônibus que caiu de viaduto passa por cirurgia

Menina que estava em ônibus que caiu de viaduto passa por cirurgia

Criança de 7 anos teve fratura no tornozelo e foi transferida para hospital pediátrico; ela está clinicamente bem e seu pai está internado no CTI

Ônibus caiu de viaduto na sexta-feira (7)

Ônibus caiu de viaduto na sexta-feira (7)

Reprodução

Internada desde a última sexta-feira (4), quando o ônibus onde estava caiu de um viaduto de 60 metros de altura, uma menina de sete anos foi transferida, novamente, e vai passar por uma cirurgia ortopédica no Hospital Infantil João Paulo II, em Belo Horizonte.

Ela tinha sido levada, de helicóptero, do local do acidente para o Hospital de Pronto Socorro João 23, onde estava internada no ambulatório da Pediatria. Depois do pós-operatório, a criança retorna ao hospital onde estava. 

Motorista de ônibus que caiu de viaduto em MG presta depoimento

A menina de sete anos é uma das três pessoas que foram trazidas para Belo Horizonte após o acidente. Além dela, o seu pai, Elânio da Silva Batalha, de 33 anos, está em internado no CTI do Hospital João 23, em estado grave mas estável, de acordo com boletim médico divulgado pela Fhemig (Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais) nesta segunda-feira (7).

Também está internado no mesmo hospital, um menino de 10 anos de idade, que teve traumatismo craniano encefálico grave, além de contusão cerebral e fraturas no crânio e na face. Ele está em estado grave, mas estável, no CTI da unidade.

Acidente

O acidente aconteceu na tarde da sexta-feira (4), enquanto o veículo, que ia de Alagoas para São Paulo, passava pela chamada Ponte Torta, em João Monlevade. Passageiros contaram que o ônibus perdeu velocidade enquanto subia o trecho e voltou de ré, atravessando a contramão até bater na mureta de proteção.

Em seguida, ele caiu de uma altura de aproximadamente 60 metros. Antes de cair do viaduto, o motorista teria alertado os passageiros que o veículo havia perdido o freio, e, em seguida, pulado. Dezenove pessoas morreram.

Além do motorista, cinco passageiros pularam do coletivo. Três deles se feriram nesse momento e precisaram de atendimento médico. O outro condutor do veículo, que estava dormindo no momento, está entre os mortos.

Nesta tarde, um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) vai transportar as vítimas, parentes e corpos para o Alagoas, onde deve acontecer os velórios.

Ele chegou no local junto com representantes e advogados da empresa  Localima Transportes. A Polícia Civil deve realizar uma coletiva de imprensa sobre o assunto ainda nesta tarde.

Últimas