Minas Gerais Motorista de ônibus que caiu de viaduto em MG presta depoimento

Motorista de ônibus que caiu de viaduto em MG presta depoimento

Luiz Viana de Lima, que pulou do veículo antes da queda de 60 metros, estava desaparecido e se apresentou à delegacia com advogados da empresa

  • Minas Gerais | Lucas Pavaneli, do R7

Ônibus caiu de altura de 26 metros em cima de linha férrea

Ônibus caiu de altura de 26 metros em cima de linha férrea

Divulgação/Corpo de Bombeiros

O motorista Luiz Viana de Lima, que conduzia o ônibus que caiu de um viaduto na BR-381, em João Monlevade, a 115 km de Belo Horizonte, presta depoimento na tarde desta segunda-feira (7). Ele se apresentou à delegacia de Polícia Civil de João Monlevade na manhã de hoje, após três dias. Ele não era considerado foragido já que não havia mandado de prisão em aberto contra ele. 

Viana de Lima pulou e fugiu antes que o veículo caísse da Ponte Torta, na última sexta-feira (4). Dezenove pessoas morreram no acidente e outras dez estão hospitalizadas (três em Belo Horizonte e sete em João Monlevade.

De acordo com a Polícia Civil de Minas Gerais, que abriu um inquérito para investigar as causas do acidente, 16 pessoas já foram ouvidas na investigação.

Apresentação

Luiz Viana de Lima chegou à delegacia na manhã desta segunda acompanhado de representantes e advogados da empresa Localima Transportes, responsável pelo õnibus que caiu.

Flaviano Carvalho, representante da Localima disse à reportagem que não conseguiu contato com o motorista desde o dia do acidente.

— A gente não tem interesse nenhum em escondê-lo. Esse motorista, inclusive, vai ser importante para esclarecer o que houve.

Acidente

O acidente aconteceu na tarde da sexta-feira (4), enquanto o veículo, que ia de Alagoas para São Paulo, passava pela chamada Ponte Torta, em João Monlevade. Passageiros contaram que o ônibus perdeu velocidade enquanto subia o trecho e voltou de ré, atravessando a contramão até bater na mureta de proteção.

Em seguida, ele caiu de uma altura de aproximadamente 60 metros. Antes de cair do viaduto, o motorista teria alertado os passageiros que o veículo havia perdido o freio, e, em seguida, pulado.

Além do motorista, cinco passageiros pularam do coletivo. Três deles se feriram nesse momento e precisaram de atendimento médico. O outro condutor do veículo, que estava dormindo no momento, está entre os mortos.

Nesta tarde, um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) vai transportar as vítimas, parentes e corpos para o Alagoas, onde deve acontecer os velórios.

Ele chegou no local junto com representantes e advogados da empresa  Localima Transportes. A Polícia Civil deve realizar uma coletiva de imprensa sobre o assunto ainda nesta tarde.

Últimas