Minas Gerais MP investiga perda de vacinas contra covid em Igarapé (MG)

MP investiga perda de vacinas contra covid em Igarapé (MG)

Prefeitura relatou que 229 doses foram inutilizadas após problema técnico no freezer que guardava os imunizantes

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Caso aconteceu em Igarapé (MG)

Caso aconteceu em Igarapé (MG)

Reprodução / Record TV Minas

O MPMG (Ministério Público de Minas Gerais) abriu, nesta terça-feira (16), um inquérito para investigar a perda de 229 doses da CoronaVac, na cidade de Igarapé, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Nesta segunda-feira (15), a prefeitura descobriu que os medicamentos haviam sido inutilizados após um problema no freezer que armanezava as ampolas. O aparelhou parou de resfriar e provocou o aquecimento das doses que deveriam ser mantidas entre 2º C e 8º C.

O caso já é investigado pela Polícia Civil e pela SES (Secretaria de Estado de Saúde). Parte do lote seria usada para aplicar a segunda dose em 77 profissionais da saúde. O restante seria destinado à imunização de idosos. Devido ao imprevisto, a campanha de vacinação foi suspensa na cidade.

Leia também: Igarapé tem 7 dias para repor vacinas perdidas e aplicar 2ª dose

Leonardo Barberá, secretário de Saúde do município, disse que o problema foi descoberto por funcionários que chegaram para trabalhar na Policlínica, onde estava o freezer. O refrigerador também armanezava vacinas para doenças como febre amarela, HPV, hepatites A e B e antirrábica.

A prefeitura solicitou à Secretaria de Estado de Saúde a substituição das doses. A pasta informou que vai liberar as novas doses após concluiu as investigações sobre o ocorrido e não estipulou prazos.

Nesta manhã, Barberá relatou ao R7 que teme não conseguir os medicamentos a tempo de aplicar a segunda dose nos trabalhadores da saúde que precisam receber o imunizante até a próxima terça-feira (23).

— O governo nos informou que faria contato hoje para falar sobre a situação, mas ainda estamos aguardando.

Últimas