Minas Gerais Polícia investiga morte de 6 filhotes de gato em condomínio de BH

Polícia investiga morte de 6 filhotes de gato em condomínio de BH

Animais tinham um mês de vida e foram encontrados mortos no jardim de um prédio no bairro Guarani, na região Norte; suspeita-se de estrangulamento

  • Minas Gerais | Kiuane Rodrigues, da Record TV Minas

A Polícia Civil investiga a morte de seis filhotes de gato em um condomínio no bairro Guarani, na região Norte de Belo Horizonte. O caso aconteceu menos de um mês após um cão ser envenenado no mesmo local.

Em janeiro, alguns moradores do condomínio haviam se reunido e passado a cuidar de cães e gatos abandonados. Uma das residentes, que era responsável pelo cuidado dos filhotes, encontrou os animais mortos pela manhã, quando foi alimentá-los. Há a suspeita de que os gatinhos tenham sido estrangulados.

Filhotes de gato foram encontrados no jardim do prédio

Filhotes de gato foram encontrados no jardim do prédio

Reprodução / Record TV Minas

O condomínio tem uma câmera de monitoramento que poderia ter flagrado algum suspeito, mas os moradores acreditam que o equipamento tenha sido virado para não registrar o momento do crime, sendo esse um indício de que o crime foi planejado.

O caso revoltou a bióloga Maria Fernanda Tacchi, que quer a identificação do criminoso.

— Nós não temos direito de tirar a vida de nenhum ser, nem uma planta. Para mim, isso aqui foi um assassinato.

Veja: Mulher é presa por maus-tratos em 1ª ação após Lei Sansão

A Polícia Civil de Minas Gerais instaurou um procedimento para apurar a morte dos gatos. A perícia técnica e uma equipe de investigadores esteve no local e já fez os primeiros levantamentos. Os seis filhotes mortos foram recolhidos e serão submetidos a exames.

Maus-tratos a animais

Quem maltratar cães e animais no Brasil pode ser preso por até cinco anos e também ser proibido de ter animais de estimação. É o que prevê a Lei Sansão, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro no fim de setembro.

O dispositivo recebeu este nome em homenagem ao cachorro Sansão, que foi amordaçado e teve as patas cortadas com um facão em Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte.

O suspeito foi denunciado pelo Ministério Público e vai responder pela morte de um cachorro, uma galinha e por maus-tratos contra 12 animais diferentes.

Últimas