Minas Gerais Prefeitura de BH pede estudo para evitar enchentes em área nobre

Prefeitura de BH pede estudo para evitar enchentes em área nobre

Objetivo é evitar alagamentos em vias que passam por cima do Córrego do Leitão, na região Centro-Sul da capital, que ficou destruída no início do ano

Força das águas do córrego destruiu ruas de BH em 2020

Força das águas do córrego destruiu ruas de BH em 2020

Regiane Moreira / Record TV Minas - 29.01.2020

A Secretaria Municipal de Obras de Belo Horizonte anunciou, nesta quarta-feira (2), a contratação de um estudo para solucionar as enchentes que costumam atingir a avenida Prudente de Morais, na região Centro-Sul da capital, durante o período chuvoso.

Segundo informações publicadas no Diário Oficial do Município, o serviço contratado envolve um “estudo para a redução dos riscos de inundação ao longo do curso do Córrego Leitão”, que passa pelas ruas Joaquim Murtinho, São Paulo, Alvarenga Peixoto e Bárbara Heliodora, e também pela avenida Prudente de Morais. Esses trechos são considerados, pela Prefeitura de BH, como “pontos com histórico de inundação”.

No início de 2020, quando a capital mineira registrou o maior volume de chuva da história, as vias que ficam em cima do Córrego Leitão foram quase destruídas pelas águas. Os problemas com inundações também foram registrados em anos anteriores.

Veja: Canalização de córrego explica alagamentos em área nobre de BH

Segundo a prefeitura, serão investidos R$ 545 mil e o prazo para execução destas medidas é de 300 dias “a partir da assinatura da primeira ordem de serviço”. De acordo com o superintendente da Sudecap (Superintendência de Desenvolvimento da Capital), Henrique Castilho, a prefeitura já realiza ações para evitar as enchentes na área.

— As ações nestes locais estão concentradas no monitoramento contínuo e na intensificação da limpeza de bueiros e desobstrução das galerias existentes.

O novo estudo deve englobar outras análises realizadas pelo Executivo. O trabalho prevê, além do levantamento de dados, a elaboração de estudos de alternativa e viabilidade técnica, operacional, ambiental, social e financeira, e também um anteprojeto de engenharia de saneamento ambiental.

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Lucas Pavanelli.

Últimas