Minas Gerais Sindicato de transportadores de combustíveis ameaça paralisação

Sindicato de transportadores de combustíveis ameaça paralisação

Grupo pode interromper os serviços a partir da meia noite de sexta (25), em MG; categoria pede redução no ICMS sobre o óleo diesel

  • Minas Gerais | Núbia Roberto, da Record TV Minas, com Célio Ribeiro*, do R7

Categoria ameaça paralisar atividades

Categoria ameaça paralisar atividades

Divulgação / SindTanqueMG

O presidente do SindTanque-MG (Sindicato das Empresas Transportadoras de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais), Irani Gomes, afirmou que os caminhoneiros que transportam combustíveis devem paralisar suas atividades a partir da meia noite desta sexta-feira (26).

A categoria reclama da série de aumentos no preço dos combustíveis e pedem a redução do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) Estadual do óleo diesel de 15% para 12%. O combustível já é encontrado acima de R$ 4 reais em alguns postos de Belo Horizonte.

Protesto

Na manhã desta quinta-feira (25), cerca de 300 caminhoneiros convocados pelo SindTanque-MG realizaram um protesto na Grande BH. Eles se reuniram pela manhã na porta da Refinaria Gabriel Passos, em Betim, e de lá partiram em carreata para a Cidade Administrativa, em BH, sede do Governo de Minas.

Outro lado

Em nota, o Governo de Minas afirma que as recentes mudanças no preço dos combustíveis não têm relação com o ICMS, mas sim com a política de preços praticada pela Petrobras. O Estado ainda reafirmou seu compromisso em não aumentar a alíquota do imposto até que seja possível realizar uma “redução efetiva da carga tributária”.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Pablo Nascimento

Últimas