Sobe para 31 casos de intoxicação por cerveja contaminada em Minas

Mulher, moradora de Contagem é o caso mais recente confirmado pela Secretaria de Saúde; até o momento, seis pessoas morreram 

Boletim confirma 31 casos em análise

Boletim confirma 31 casos em análise

Divulgação

Subiu para 31 os casos relacionados à intoxicação por cerveja contaminada com dietilenoglicol. O caso mais recente recebido pela SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais) é de uma mulher, moradora de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. Seis pessoas morreram

Até o momento, quatro casos foram confirmados por meio de exames laboratoriais - dentre eles, o óbito de um homem, morador de Juiz de Fora. Outros 27 casos de pessoas que apresentaram sintomas da contaminação estão sob investigação. 

Veja mais: Cervejas da Backer podem estar contaminadas desde o início de 2019

A maior parte dos casos foi registrado em Belo Horizonte, 22 ao todo. Os demais casos foram notificados em Capelinha, Contagem, Nova Lima, Pompéu, Ribeirão das Neves, São João Del Rei, São Lourenço, Ubá e Viçosa.