Minas Gerais Transmissão da covid em BH fica estável após 3 dias de aumento

Transmissão da covid em BH fica estável após 3 dias de aumento

Índice conhecido como Rt permaneceu em 1,06, segundo o boletim divulgado nesta quinta (8); BH já contabiliza 1.331 mortos e 44.127 casos confirmados

Covid-19 já fez 1.331 vítimas em Belo Horizonte

Covid-19 já fez 1.331 vítimas em Belo Horizonte

Reprodução / Pixabay

A taxa de transmissão da covid-19 em Belo Horizonte se manteve estável após três dias consecutivos de aumento. Segundo os dados divulgados pela Prefeitura nesta quinta-feira (8), o índice permaneceu em 1,06.

De acordo com o último boletim epidemiológico. a capital registrou 10 mortes nas últimas 24 horas e o total de óbitos desde o início da pandemia chegou a 1.331. Foram 322 testes positivos desde o último boletim, totalizando 44.127 casos confirmados na capital mineira. Outras 40.404 se curaram da doença, enquanto 2.392 continuam em acompanhamento.

Índices de monitoramento

Além da taxa de transmissão, a ocupação dos leitos de terapia intensiva em BH também ficou estável, permanecendo em 37,5%. Já a ocupação dos leitos simples voltou a registrar leve queda e está em 31,6%.

A variação na taxa de transmissão (ou Rt) ainda não coloca em risco a abertura do comércio realizada nos últimos meses em Belo Horizonte. De acordo com o infectologista Unaí Tupinambás, membro do comitê de enfrentamento à pandemia na capital, o cenário pode mudar e se tornar preocupante caso o Rt chegue a 1,5.

Testes

Belo Horizonte já realizou 7.880 testes da covid-19 em profissionais de saúde da rede pública e privada. Destes, 1.234 tiveram o diagnóstico positivo, enquanto 6.516 não estavam infectados. Outros 130 casos continuam sendo investigados.

Os profissionais da área da saúde mais infectados pelo coronavírus na capital são os técnicos de enfermagem. São 213 testes positivos em atuantes no setor. Em segundo lugar, aparecem os agentes comunitários de saúde. Foram 87 casos confirmados na categoria.

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Flavia Martins y Miguel.

Últimas