Minas Gerais Três vítimas da chuva que alagou Venda Nova são enterradas

Três vítimas da chuva que alagou Venda Nova são enterradas

Bombeiros ainda procuram por um rapaz de 28 anos que teria se jogado na correnteza; segundo a família, ele tem esquizofrenia e estava assustado

Famílias e amigos se despediram das vítimas

Famílias e amigos se despediram das vítimas

Reprodução / RecordTV Minas

Foram enterradas na tarde deste sábado (17) três vítimas do temporal que atingiu Belo Horizonte na última quinta-feira (15). Todas elas estavam na Região Venda Nova quando a água tomou conta das ruas.

Anna Luísa Fernandes de Paiva Maria, de 16 anos, foi sepultada em um cemitério do bairro Jaqueline, na região norte da capital mineira. Amigos e familiares estavam muito abalados com o ocorrido.

A estudante foi sugada para dentro de um bueiro ao descer do carro em que estava com o namorado na avenida Álvaro Camargo. Os dois tentavam ir para um local mais seguro após o veículo ficar com a roda presa no alçapão da galeria.

Cristina, Sofia e Anna foram enterradas neste sábado

Cristina, Sofia e Anna foram enterradas neste sábado

Reprodução / RecordTV Minas

Já na cidade de Santa Luzia, na Grande BH, foram enterrados os corpos de Cristina Pereira Matos, de 40 anos, e de sua filha Sophia Pereira, de 6. O veículo em que elas estavam foi arrastado pela enxurrada na avenida Vilarinho. Elas foram encontradas sem vida, abraçadas, no banco de trás do carro, após a água abaixar.

Outras ocorrências

Um homem de identidade não divulgada foi encontrado morto em um bueiro na ocupação Vitória, na região norte de BH. Testemunhas contaram que ele foi visto atravessando um córrego no momento em que chovia. A Defesa Civil ainda não relaciona o caso como uma morte provocada pela chuva, uma vez que a Polícia Civil ainda investiga os fatos.

Veja também: Ambientalista explica tragédias causadas pela chuva na avenida Vilarinho:

Um rapaz de 28 anos segue desaparecido desde a última quinta-feira. De acordo com a família, Jhonanthan Reis Miranda pulou na enxurrada na avenida Vilarinho. Ele, que sofre de esquizofrenia, teria se jogado na água por estar assustado com o temporal.

Veja os estragos causados pela chuva: