Minas Gerais Triângulo tem explosão de casos de covid e MG anuncia 'novas medidas'

Triângulo tem explosão de casos de covid e MG anuncia 'novas medidas'

Secretário de saúde de Minas viaja a Coromandel, que precisou transferir pacientes para outra cidade nas últimas semanas

A cidade de Coromandel está com 100% dos leitos ocupados

A cidade de Coromandel está com 100% dos leitos ocupados

Reprodução/Google Maps

A macrorregião do Triângulo do Norte, que engloba os municípios que estão no entorno de Uberlândia, a 540 km de Belo Horizonte, vive uma explosão no número de casos de covid-19 neste ano. Sem estrutura para atender os pacientes de forma adequada, a solução do Governo de Minas foi transferir os doentes para Divinópolis, na região Central. 

O epicentro dessa nova onda de casos de covid é a cidade de Coromandel, a 500 km de Belo Horizonte, onde o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral cumpre agenda de trabalho nesta tera-feira (16).

Veja: Cidades da onda vermelha em MG vão poder abrir lojas para o Natal

De acordo com a programação enviada pelo Governo de Minas à imprensa, o chefe da pasta desembarca na cidade às 8h30 e visita, ao longo do dia, a Santa Casa, a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da cidade e a secretaria municipal de saúde.

Uma entrevista coletiva está prevista para as 16h30, na Casa de Cultura da cidade, onde o secretário e representantes das Forças de Segurança devem falar sobre "ações emergenciais que serão implementadas em Coromandel, na macrorregião do Triângulo Mineiro, em decorrência do aumento de casos de covid-19". 

Explosão de casos

A situação do município de Coromandel chama a atenção e é um dos mais flagrantes da região. A cidade fechou o ano de 2020 tendo registrado 340 casos e seis mortes. No entanto, em apenas 45 dias (entre 1º de janeiro e 15 de fevereiro), o total de testes positivos saltou para 926 e o de óbitos foi a 16. 

Conforme apurou o R7, a cidade conta apenas com 18 leitos de enfermaria e quatro semi-intensivos. Todos eles estão lotados. Não há leitos de UTI (Undiade de Terapia Intensiva) no município. 

No entanto, não é só a cidade de Coromandel que registra situação como essa. Outros municípios da região Triângulo do Norte também vivem cenários semelhantes. Em Monte Carmelo, por exemplo, foram registrados mais de mil casos de covid-19 somente de 1º de janeiro até hoje. O total de óbitos passou de 13 para 22 do fim do ano para cá. O prefeito da cidade foi às redes sociais para pedir ajuda já que o oxigênio havia acabado nos hospitais da cidade

Até mesmo a maior cidade da região, Uberlãndia, não escapa dos índices altos. A cidade de 700 mil habitantes registrou 41 mil casos da doença entre março e dezembro do ano passado. Em 2021, no entanto, foram contabilizados metade dos casos dos nove meses do ano passado. Com isso, são 60.932 testes positivos até esta segunda-feira (15).

Confira o número de casos e mortes em cidades do Triângulo do Norte: 

Coromandel
2020: 340 casos e 6 mortes
2021: 586 casos e 10 mortes

Monte Carmelo
2020: 638 casos e 13 mortes
2021: 996 casos e 9 mortes

Ituiutaba
2020: 4.272 casos e 97 mortes
2021: 1.369 casos e 42 mortes

Araguari
2020: 5.106 casos e 114 mortes
2021: 2.226 casos e 54 mortes  

Campina Verde
2020: 165 casos e nove mortes
2021: 132 casos e quatro mortes

Uberlândia
2020: 41.497 casos e 735 mortes
2021: 19.435 casos e 164 mortes

Últimas