Minas Gerais Vacinação contra a covid-19 em Minas pode começar em janeiro

Vacinação contra a covid-19 em Minas pode começar em janeiro

Secretário de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, afirmou que Governo de Minas já iniciou planejamento e pretende estruturar todo o Estado até janeiro

Vacinação contra a covid pode começar em janeiro

Vacinação contra a covid pode começar em janeiro

Reprodução / Pixabay

O secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, afirmou, nesta segunda-feira (23), que o Governo de Minas pretende iniciar a vacinação contra a covid-19 ainda em janeiro de 2021.

A declaração foi feita durante uma sabatina promovida pela ALMG (Assembleia Legislativa de Minas Gerais).

O secretário afirmou que os imunizantes devem ser distribuídos pelo Ministério da Saúde mesmo que sejam produzidos por instituições nacionais, como a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) ou o Instituto Butantan. Amaral afirma que o Estado vai estar preparado para receber e aplicar as vacinas.

— Nós estamos em franca estruturação. Chegando a vacina em janeiro, nós já devemos estar com 100% da estrutura montada.

Amaral afirma que o planejamento da vacinação começou há dois meses e prevê inclusive questões como segurança policial e armazenamento, principalmente pela necessidade de se guardar os imunizantes em temperaturas extremamente baixas.

Veja: Governo cita 'flutuação' da covid e freia desmobilização de leitos

Alerta

Apesar da possibilidade do início da campanha de vacinação em breve, o secretário de Estado de Saúde alertou para a alta no número de casos do novo coronavírus em Minas. Ele alegou que o momento não permite relaxamentos e reafirmou a necessidade de se seguir os protocolos de combate a pandemia.

— Se voltarmos a seguir as medidas de combate nos próximos 15 dias, podemos abortar o crescimento de casos e retornamos à situação de baixo crescimento de casos. Precisamos ficar atentos.

Covid-19 em MG

Segundo a SES (Secretaria de Estado de Saúde), Minas Gerais confirmou 17 óbitos e 1.081 casos da covid-19 nas últimas 24 horas. O Estado contabiliza 9.794 mortes causadas pelo vírus, 398.014 casos confirmados da doença e 365.545 curados.

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Lucas Pavanelli.

Últimas