Minas Gerais Vídeo mostra universitário de BH ameaçando ex após agressão

Vídeo mostra universitário de BH ameaçando ex após agressão

"Eu quebro o seu celular", diz o estudante na gravação feita pela vítima no dia da briga, no apartamento do suspeito

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7, com Helen Oliveira, da Record TV Minas

Um vídeo gravado pela estudante de medicina Gabriela Duarte, de 22 anos, mostra seu ex-namorado, também aluno de medicina, ameaçando-a após supostamente tê-la agredido na Savassi, bairro nobre da região Centro-Sul de Belo Horizonte.

Na filmagem, a jovem grava o momento em que José Flávio Carneiro dos Santos, de 27 anos, manda a companheira "largar o celular". Gabriela grita: "Saia de perto de mim". O suspeito retruca: "Eu quebro o seu celular".

Carneiro foi solto após pagar fiança de R$ 5 mil

Carneiro foi solto após pagar fiança de R$ 5 mil

Reprodução / Record TV Minas

As gravações foram anexadas à denúncia registrada pela universitária contra o ex-companheiro. Segundo ela, as agressões ocorreram no último dia 23 de setembro, no apartamento de Carneiro, após ela questionar o estudante sobre um suposto relacionamento que ele teria mantido com outra mulher enquanto os dois estavam juntos.

A vítima foi socorrida por vizinhos que ameaçaram invadir o apartamento após terem ouvido os gritos de Gabriela. Gravações feitas depois da confusão mostram a jovem com hematomas pelo rosto e um sangramento na orelha.

O suspeito foi preso na ocasião e liberado após prestar depoimento e pagar fiança de R$ 5 mil. A Justiça determinou que ele use tornozeleira eletrônica e não se aproxime da ex-namorada.

A defesa de José Flávio Carneiro dos Santos disse que o jovem lamenta profundamente o que houve e espera que o caso seja esclarecido pela Justiça. Segundo os advogados, o ocorrido “não permite à vítima e a seus aproximados proferir ameaças e ou declarações de ódio em redes sociais”.

"Sentei a mão nela"

Em uma troca de mensagens com um amigo, Carneiro afirma que agrediu Gabriela Duarte. "Sentei a mão nela", relata o jovem ao revelar que estava preso e precisava de R$ 5 mil para pagar a fiança.

Após o caso ganhar repercussão, outras duas mulheres denunciaram Carneiro à polícia. Uma delas, uma ex-namorada dele que mora em São Paulo. Ela relata que teve um relacionamento abusivo com o universitário e que também era agredida.

O outro caso foi registrado na Polícia Civil de Minas Gerais. Trata-se de uma jovem que declarou ter sido estuprada por ele. Segundo o boletim de ocorrência, a mulher, de 26 anos, disse que era amiga de Carneiro e que no dia 14 de outubro do ano passado foi almoçar com ele. A vítima relatou que, após o encontro, teve um "apagão" e acordou às 3 da manhã, sem roupa, ao lado do estudante, que, na época, disse que eles haviam tido uma relação sexual. Todas as denúncias são investigadas.

Últimas