Bolsonaro faz 1ª reunião com Moro após crise sobre ministério

Divisão de ministério em dois, um para Justiça e outro para Segurança Pública, gerou atrito entre o presidente e o ex-juiz. Moro disse que fica no governo

Bolsonaro com Moro em evento em 2019

Bolsonaro com Moro em evento em 2019

Adriano Machado/Reuters - 29.8.2019

O presidente Jair Bolsonaro realiza na tarde desta quarta-feira (29) a primeira reunião com o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, após a crise sobre a divisão do ministério em dois. Caso a ideia prosperasse, Moro corria o risco de perder o comando da área da segurança.

A reunião, marcada para as 15h30 no Palácio do Planalto, terá também a participação do ministro da Economia, Paulo Guedes.

Leia mais: Se recriar ministério, Bolsonaro reduz poder de Moro no governo

A ideia de dividir os ministérios foi debatida por Bolsonaro em reunião com secretários estaduais da área da Segurança na semana passada. Em seguida, o presidente viajou para a Índia, de onde afirmou que não havia nenhuma chance de o ministério ser dividido.

Em entrevista à rádio Jovem Pan, na segunda-feira (27), Moro afirmou que havia conversado com Bolsonaro por telefone e chegou a brincar que sua decisão de permanecer no governo era o "segundo Dia do Fico".

A frase faz referência à permanência de d. Pedro 1º no Brasil, recusando-se a voltar a Portugal. O episódio ficou conhecido como "Dia do Fico".