Autos Carros Quando chegar, Peugeot 208 não terá vida fácil no Brasil

Quando chegar, Peugeot 208 não terá vida fácil no Brasil

Compacto virá mesmo só com motor 1.6 manual ou automático e preços podem segurar o sucesso da novidade

  • Autos Carros | Marcos Camargo Jr

PSA Divulgação

A Peugeot confirmou hoje a chegada do compacto 208 com algumas informações que, até o momento, eram mera especulação. A primeira é que o novo carro terá a plataforma modular CMP fabricada na Argentina com uma única opção de motor a combustão: o EC5 1.6 aspirado flex de até 118 cv e 16,1 kgfm de torque com câmbio manual ou automático.

Peugeot e-GT é a versão elétrica que também está confirmada para o mercado brasileiro

Peugeot e-GT é a versão elétrica que também está confirmada para o mercado brasileiro

Autoblog Argentina e PSA Divulgação

Este dado frustra as chances de termos, até o momento, o 1.2 Puretech fabricado na Europa. O EC5 é uma evolução do TU5JP4 que estreou aqui em 1999 com o Peugeot 206. Aliás a marca fala em uma nova revolução como foi na época do extinto compacto para que sua novidade seja “referência no segmento hatch no mercado nacional”.

Veículo em teste rodando próximo à sede da PSA em São Paulo em fevereiro

Veículo em teste rodando próximo à sede da PSA em São Paulo em fevereiro

Whattsapp reprodução

Em termos aspiracionais é possível uma vez que a PSA confirmou a estreia do e-GT com motor elétrico equivalente a 136cv e 26,5 kgfm de torque. No comunicado de imprensa, porém, não há outros dados técnicos do modelo. Na Europa ele custa cerca de 32 mil euros, R$ 196 mil em conversão direta.

PSA Divulgação

Pelo menos em termos de design o Peugeot 208 impressiona e se mostra arrojado com nova linguagem sob a nova plataforma. Se ele de fato de seguir o padrão de acabamento do modelo europeu estará à frente dos concorrentes mas só saberemos esta informação quando o carro chegar. A própria PSA só respondeu que a chegada do carro está confirmada para este semestre mas não precisou uma data. Outra novidade será a estreia do i-Cockpit 3D, com projeção de informações no cluster mas que deve estar disponível só nas versões mais caras.

Interior é arrojado ao menos na versão vendida na Europa: a conferir por aqui

Interior é arrojado ao menos na versão vendida na Europa: a conferir por aqui

PSA Divulgação

Outro ponto difícil de equacionar será o preço uma vez que o atual 208 já está nivelado aos concorrentes, entre R$ 62,7 e R$ 71,7 mil. Considerando um custo de produção maior e a promessa de novos equipamentos já esperados como frenagem automática, alerta de saída de faixa, câmera 360º e carregador por indução continuará sendo difícil posiciona-lo diante dos concorrentes que contam com motores mais evoluídos e preços em torno de R$ 60 mil chegando a R$ 76 mil nas versões completas.

PSA Divulgação

Se o Peugeot 208 repetir a estratégia do crossover 2008 deixando o melhor motor para o futuro, pode ser tarde demais tanto que o SUV compacto nunca embalou nas vendas mesmo com o excelente motor 1.6 THP que nós já testamos.

Quem vem para a briga?

A lista é extensa. Se posicionarmos o Peugeot 208 entre os compactos de motor intermediário aspirado ele enfrentará o Volkswagen Polo 1.6 MSi (R$ 67 mil) Hyundai HB20X com o 1.6 Kappa aspirado (R$ 68,5 mil), Fiat Argo 1.3 Firefly (R$ 57 mil) e também o 1.8 AT6 (R$ 69,9 mil), Renault Sandero 1.6 (R$ 64,9 mil), Ford Ka 1.5 Freestyle (R$ 68,5 mil) e Toyota Yaris XL 1.3 (R$ 68,6 mil) já considerando todos com câmbio automático (exceto Argo 1.3).

Chevrolet Onix é o líder entre os compactos e completo chega a R$ 75 mil sem considerar descontos

Chevrolet Onix é o líder entre os compactos e completo chega a R$ 75 mil sem considerar descontos

Marcos Camargo Jr

Diante dos compactos com modernos motores turbinados a concorrência será ainda mais difícil. O líder de vendas Onix 1.0 turbo custa na versão Premier R$ 75 mil (com este motor parte de R$ 60 mil), o Hyundai Hb20 1.0 turbo Diamond custa R$ 76,8 mil e o Polo 1.0TSI sai por R$ 76,9 mil.

Vale lembrar que a PSA registrou inclusive versões mais simples o Peugeot 208 o que indica a clara intenção de brigar em todas as faixas de compactos. Se for agressiva e o sucesso do produto se confirmar, o novo 208 tem chance de ganhar velocidade e market share que a marca procura há um bom tempo no Brasil.

Últimas